Bodas de Ouro, casal, 50 anos, casamento, história
Ivete e Omar começaram a namorar em 1964, casaram em 1967 (primeira foto) e, esse ano, completaram suas Bodas de Ouro (segunda foto). Fotos: Arquivo pessoal

Ivete e Omar Lima tinham 17 e 19 anos quando, em 1964, começaram a namorar. Em 1965, eles noivaram e no dia 7 de janeiro de 1967 confirmaram o matrimônio. O amor e o desejo de fazer dar certo fizeram com que os dois se dedicassem diariamente ao casamento, buscando sempre a harmonia e a parceria, e também foram essenciais para que a união completasse em 2017, 50 anos.
O casal lembra que quando começou o romance, tudo era bem diferente dos dias de hoje, era mais “devagar”, mais tranquilo: olhares de longe, passeios na praça após a missa das 9h, sessão da tarde no cinema (matinê), reuniões dançantes à tarde no antigo Clube do Comércio. “Quando nos casamos, nosso sonho se tornou fazer nosso casamento dar certo e nos dedicamos muito para que isto acontecesse”, contaram.
Ivete e Omar lembram que o início foi um pouco complicado. Segundo eles, todo casal, quando decide compartilhar a sua vida, vai encontrar dificuldades, já que cada um vem de uma família diferente, foi educado de maneira diferente, tem valores de vida diferentes. Tudo isso vai se ajustando aos poucos, com paciência e muito amor e, devagar, o casal que se ama vai crescendo junto. “Quando casamos, devemos deixar para trás a nossa vida de solteiros e investir no relacionamento a dois. Pensar sempre em ser parceiros. Aqui em casa, desde sempre, não existe trabalho meu ou dele, existe obrigações de nós dois. Nos ajudamos, colaboramos com tudo”, destaca Ivete.
Hoje com quatro filhos e sete netos, o casal atribui à base espiritual grande parte da força para encarar 50 anos de união. Os dois são católicos, participaram por longos anos da Escola de Pais de Montenegro (sociedade brasileira ligada à Igreja Católica) e do Cursilho de Cristandade, o que, segundo eles, fortificou sua fé e os ajudou a serem melhores um para o outro e para seus filhos. Segundo Omar e Ivete isso não evitou problemas, normais da vida de qualquer um, porém os ajudou a levantar mais rápido dos tombos. “Tivemos momentos difíceis, mas conseguimos superar mais facilmente graças aos ensinamentos e vivências desses grupos”, disseram.
Para quem pretende chegar a tantos anos de união e felicidade, o casal dá a receita: companheirismo, amizade, respeito, perdão, pequenas gentilezas do dia a dia, desejo de fazer o outro feliz e a crença na família. “Pequenas coisas que fazem toda a diferença”, afirma Ivete. “Hoje podemos dizer que se fosse possível iniciar tudo de novo, queríamos fazer tudo outra vez. A partir de agora, queremos usufruir do convívio com os nossos filhos e netos, das amizades que são tão valiosas, passeando e envelhecendo juntos e felizes.”

Bodas de Ouro, casal, 50 anos, casamento, história
As Bodas de Ouro foram completadas em 7 de janeiro de 2017

Deixe seu comentário