O primeiro passo é ter um diagnóstico de excesso de peso do animal

Saiba como manter seu animal de estimação saudável mesmo na pandemia.

Durante a pandemia e o isolamento social, os tutores de pets devem estar atentos a várias adversidades com seus animais. Uma das principais preocupações deve ser quanto à alimentação e sedentarismo. Isso porque, com a mudança na rotina de cuidados, que para muitas pessoas foi brusca, a obesidade tem acometido muitos cachorros e também gatos. A veterinária Vanessa Daudt Schonell explica que enquanto os tutores passam mais tempo em casa, podem querer agradar o pet, aumentando o número de petiscos e até alimentos inapropriados. Mas, você sabia que isso pode impactar diretamente na saúde do seu pet? É assim que muitos pets estão passando por um momento de sobrepeso. O que fazer para evitar esse problema?

Vanessa afirma que o primeiro passo é ter um diagnóstico de excesso de peso. “O que muitas vezes as pessoas não conseguem perceber em casa. Não podemos dizer somente pelo peso, se o pet está com sobrepeso, é preciso fazer uma avaliação do que chamamos de escore corporal. Isso porque cada pet tem um tamanho diferente, mesmo animais da mesma raça, é preciso avaliar”, pontua.

Segundo a veterinária, é de extrema importância dar somente a quantidade indicada no pacote de ração conforme o peso do animal. “Quando há sobrepeso, a indicação é dar um alimento específico para perda de peso, pois com esses alimentos específicos, todos os nutrientes são oferecidos na quantidade correta para uma perda de peso saudável”, salienta.

Também evite dar sobras de mesa e alimentos que não sejam destinados para a espécie do animal. Em caso de qualquer dúvida, converse com o veterinário a respeito da quantidade de alimento, assim como número de refeições e fornecimento de petiscos também. Vanessa ainda relembra que algumas empresas de ração possuem suporte técnico. “Assim, o veterinário auxilia no cálculo da dose”, afirma.

Não menos importante, a prática de atividades físicas precisa ser constante. “Importante para os pets não atingirem o sobrepeso e também para auxiliar na perda de peso, quando já houver”, ressalta Vanessa. Em tempos de pandemia, deixe seu pet livre em casa, na medida do possível. Ele precisa gastar energia de alguma maneira, queimar calorias. Com o isolamento social, aproveite para fazer brincadeiras, será fundamental para a saúde do animal. Vanessa conta que alguns tutores podem acabar compensando alguma carência do pet com comida, ao invés de passear, brincar, dar carinho. “Às vezes nem é comida que eles querem, mas as pessoas acabam dando por não ter disponibilidade de fazer atividades com eles”, comenta.

Tudo isso sem contar com os diversos riscos que o sobrepeso pode trazer à saúde do animal. Tais como doenças respiratórias, ortopédicas, cardíacas, entre outras. Nesse momento, e sempre, cuide também da saúde do seu melhor amigo. Esteja atento!

Obesidade pode trazer diversos riscos à saúde do animal, por isso, estar atento às dicas é fundamental

Mas quais são os petiscos aconselhados?

Quando quiser agradar seu pet, é importante que saiba como fazer isso corretamente. Os petiscos são pequenos agrados como forma de recompensa por algo e podem até evitar doenças dentárias. Abaixo veja algumas opções que podem te ajudar nisso.

Ossinhos: São verdadeiros clássicos quando o assunto é o melhor petisco para cães. Estimulam o instinto canino de roer. Mas lembre-se: É importante escolher o tamanho adequado e garantir que são feitos de ingredientes de qualidade. Nada de comprometer a saúde do seu pet, até porque, o tamanho, quando maior do que o necessário, pode acabar machucando a boca do animal.

Petisco em pasta ou ração úmida: Esses podem ser utilizados para divertir além de alimentar, tanto os cachorros quanto os gatos. Hoje em dia, já estão disponíveis petiscos em pasta. Podem ser passados em brinquedos para estímulo da movimentação e entretenimento.

Bifinhos ou biscoitos: Também podem ser destinados a cães e gatos. É aconselhável que sejam quebrados em pedaços menores e colocados dentro de brinquedos interativos, dentre eles, bolinhas, que podem liberar o aperitivo durante a brincadeira. Mas, claro, podem ser usados sozinhos. Tente esconder pela casa, pode ser uma boa diversão para o pet farejar o alimento até encontrá-lo.

 

1 comentário

Deixe seu comentário