Em um ambiente festivo e descontraído, a Noite Italiana marcará o lançamento, em Montenegro, do romance “Brava Serena”, mais recente obra do escritor Eduardo Krause, no próximo dia 4 de agosto. O evento contará com um bate-papo mediado pelos escritores Carina Luft e Robertson Frizero, degustação de vinhos, sessão de autógrafos e muita música no restaurante e pub NaRamiro.

Ambientado na Itália, “Brava Serena” conta a história de um viúvo que, ao aposentar-se, decide deixar para trás seus vínculos com o Brasil e viver seus últimos e melancólicos dias no lugar em que foi mais feliz ao lado da falecida esposa – a Itália, onde passaram a lua-de-mel. Mas seus planos de uma vida reclusa e solitária são alterados pela presença solar e desafiadora de Serena, filha de sua senhoria, que irá levá-lo por uma viagem sentimental e surpreendente. Krause, autor do celebrado “Pasta SenzaVino”, é conhecido por sua linguagem simples e direta e pela grande habilidade em contar boas histórias. Na Noite Italiana, ele estará autografando seus dois romances, à venda no local.

Agende-se
O QUÊ: Noite Italiana com o lançamento do romance “Brava Serena”, de Eduardo Krause
QUANDO: Dia 4 de agosto de 2018, a partir das 19h30min
ONDE: NaRamiro restaurante e pub – Rua Ramiro Barcelos, 2529 – Centro de Montenegro
QUANTO: entrada franca

Saiba mais
Eduardo Krause é um jovem escritor porto-alegrense. Publicitário de formação, tornou-se escritor após viver alguns meses em Florença, na Itália, cidade que escolheu como cenário para o seu romance de estreia, “Pasta SenzaVino” (Terceiro Selo, 2015). O livro ganhou leitores em todo o país e motivou Krause a lançar, em 2018, seu segundo romance, “Brava Serena”, ambientado em Roma e com passagem por diversas outras paisagens italianas. Mas a literatura de Eduardo Krause vai além dos cenários de sonho de uma Itália festiva, trazendo profundas questões humanas narradas com maestria.

Carina Luft é montenegrina e uma das mais bem sucedidas escritoras do Rio Grande do Sul. Dedicando-se ao romance policial, gênero que tem poucos representantes no Brasil, ela já conseguiu romper as fronteiras nacionais com seu romance de estreia, “Fetiche” (Dublinense, 2010), traduzido para o alemão e finalista do Prêmio Açorianos de Literatura.

Robertson Frizero é escritor, tradutor e professor de Criação Literária em Porto Alegre. Carioca de nascimento, radicou-se no Rio Grande do Sul desde 1999, onde iniciou sua carreira literária. Foi finalista do Prêmio Açorianos de Literatura e do Prêmio São Paulo de Literatura com seu romance de estreia, “Longe das Aldeias” (Terceiro Selo, 2015), obra que foi premiada em 2016 como o Melhor Livro do Ano – Narrativa Longa pela Associação Gaúcha de Escritores.

Deixe seu comentário