Foto: reprodução internet

Um projeto de audiovisual, que ainda falta sair do papel, promete agregar romance, arte e artistas montenegrinos, com gravação em Montenegro. O estudante de teatro da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (Uergs), Carlos Feldens, que trabalha desde os 16 anos com audiovisual, é um dos idealizadores do trabalho, intitulado Entre Nós Dois, juntamente com Jefferson Sabdot.

“No projeto faremos, finalmente, algo destinado ao público LGBT. Mas eu não gosto de chamar assim, pois para mim é uma história de romance. Não quero que seja uma história que se limite a ser assistida por um público específico. Ela é feita para todos”, salienta.

A minissérie, segundo Carlos, terá cinco episódios, retratando três tempos diferentes: 1870, 1984 e 2021. Seu nascimento foi em meio a outra produção da dupla: Insanidade. “Estamos finalizando o roteiro e vamos abrir testes pro elenco no início de outubro. A ideia é iniciar as filmagens em novembro e ir até junho do ano que vem produzindo”, destaca.

O desejo de convidar artistas locais para estrelarem a série, conforme explica, veio de sua vivência na universidade e na cidade – após uma temporada no Rio de Janeiro. “A Uergs junta, em seu polo de Montenegro, várias áreas da arte, e foi ali que vi a oportunidade de abrir espaço para tantos profissionais. Profissionais esses que querem muitas vezes fazer algo, mas não tem chance. Temos muitos atores bons estudando na instituição, além de músicos incríveis”, defende.

A escolha da cidade também como cenário foi principalmente porque Montenegro reúne “o novo, mas mantém muito de sua estrutura antiga”, conforme Carlos.

Com abordagens sempre pertinentes em seus projetos, o estudante conta ainda que seu primeiro trabalho teve as mulheres como protagonistas. “Eram seis e tinham medalhões com poderes mágicos e precisavam defendê-lo. O trabalho se chamou As Guardiãs e foi uma série de fantasia, com referências como Harry Potter e Buffy”, conclui.

Deixe seu comentário