Clip Nós Raciocinamos foi gravado nos Trilhos, com moradores da vila e amigos dos artistas. Foto: Arquivo Pessoal/ Divulgação

Segundo clip. Música “Nós Raciocinamos” fala em escolhas pelos caminhos do bem

O grupo montenegrino Guerreiros da Perifa se consolida na cena do Rap Gaúcho. Nesse sábado, dia 27, ele subiu no YouTube o clip da música “Nós Raciocinamos”, o segundo oficial e com produção especial. O trabalho dos rapper’s JC (Júlio César de Souza Pereira) e MC Dwedy (Éder Chaves Appel) foi gravado em Montenegro, com imagens na praça Rui Barbosa e, especialmente, na comunidade onde os músicos vivem desde criança, a Trilhos do bairro Centenário.

Inteiramente financiado pelos próprios artistas, o vídeo tem qualidade profissional em definição 4K, garantido pela MD Corporação, de Gravataí. A captação e mixagem de som foram realizadas no estúdio Psicose Records, em Canoas. A produção é da montenegrina Acredit Produções, organização de apoio ao movimento, criada pelo Embaixador do Hip-Hop MC Pedrão.

Uma qualidade que a rima de JC e MC Dwedy merece. A letra fala em erguer a cabeça e olhar para frente, na busca de mudar seu mundo. Os rapper’s pregam atitude, lembrando que povo da periferia não pode ficar esperando pelos políticos. A batida é acompanhada por uma música eletrônica que vai crescendo, sem se sobrepor à canção. Uma harmonia que gera uma clima de reflexão com certa tensão; capaz de revelar o estado de alerta diário que quem vive no gueto.

Os cortes de cena não cansam quem assiste. Justamente ao contrário! A direção de Marcos Dorneles dosou essa técnica ao ponto de prender a atenção do expectador, permitindo que absorva cada mensagem. A gravação contou com a participação dos MC’s Giba, de Triunfo; e Toni, de Montenegro; do Embaixador MC Pedrão; e do grupo Poetas do Gueto, outro expoente da cena montenegrina. O clip Nós Raciocinamos pode ser acessado no YouTube “Guerreiros da Perifa Oficial”.

Nas primeiras horas de sua postagem no canal Guerreiros da Perifa Oficial, o vídeo já havia ultrapassado as 100 visualizações. Nesta segunda-feira, dia 29, o clip Nós Raciocinamos somou mais de 300 acessos. “Pra nós, a repercussão foi boa. O maior pagamento que podemos ter é ver que toda luta que tivemos pra fazer o clipe e colocar na rua independente deu certo”, declara JC.

 

Música alerta que há um caminho
Júlio César, o JC, participou do programa Estúdio Ibiá, da Rádio Ibiá Web, de sexta-feira, 26. Ele contou que o grupo surgiu há 11 anos, na Vila Trilhos, perto do Parque Centenário. Aquela realidade e a inspiração de outros rapper’s, inclusive montenegrinos, forjaram os artistas na cultura Hip-Hop. Quando questionado sobre qual a luta dos Guerreiros, as palavras respeito e igualdade se sobressaíram. “A nossa luta é, e sempre vai ser por igualdade. A gente não quer nada além do que é nosso por direito”, definiu.

JC e MC Dwedy são a voz da favela montenegrina. O cantor define como vertente através da qual a vida no gueto é externada, e a luta pelo fim do preconceito com a cultura Hip-Hop e com as pessoas da comunidade é travada.

Mas a letra de Nós Raciocinamos vai além. Ouvindo JC falar dos versos, se percebe que se volta para dentro da periferia. Os Guerreiros usam o Rap para alertar, especialmente os jovens, que há uma alternativa. “A gente têm que usar a nossa mente”, diz JC. “Espero que um dia, você me entende. Erga a cabeça, olhe pra frente! Perceba se quer um mundo diferente, pra começar só depende da gente”, cita o refrão.

Guerreiros representam
Um ano após representar a cena Hip Hop de Montenegro no Festival Estadual de Rap, no Cohab Rubem Berta, em dezembro os Guerreiros voltam a Porto Alegre. O evento “Trilha Sonora do Gueto” é outra promoção do coletivo Embolamento Cultural, marcado para dia 19. O encontro de artistas marca os 15 anos do Instituto Cultural Cohab é Só Rap, palco da cultura no lendário bairro Rubem Berta.

Deixe seu comentário