Junior Sifuentes e Gabriel Botelho fazem parte do Grupo Borogodó, organizador do festival Foto: Divulgação/Qex

Cerca de 40 artistas serão contemplados com recursos do evento

Contemplado com recursos da Lei Aldir Blanc, ocorrerá de 20 de março a 10 de abril o 1º Festival de Teatro para Infância e Juventude (Festerê). O evento totalmente online está com inscrições abertas até o dia 22 de fevereiro. Criado pelo Grupo Borogodó, de Porto Alegre, em conjunto com a 5 Atos Produções, o Festerê conta com cerca de R$ 170 mil para a produção e realização e irá remunerar cerca de 40 profissionais da área (entre artistas, oficineiros, produtores, designers, figurinistas, cenógrafos, editores e músicos).

Serão selecionados 18 espetáculos infanto-juvenis e nove oficinas artísticas dos segmentos teatro, música, dança, circo, literatura, artes visuais e brincadeiras populares. Podem se inscrever artistas de todas as regiões do estado através do site do grupo (www.grupoborogodo.com.br). A remuneração varia de R$ R$ 1.200,00 a R$ 2.000,00.

Dirigido pelo artista Gabriel Botelho, o festival aposta em uma linguagem divertida para envolver o público em situação de isolamento social com brincadeiras, desafios e interação virtual. Parte dos espetáculos contará com legendas, interpretação em LIBRAS e reserva de vagas para artistas autodeclarados Pessoa com Deficiência.

Segundo Botelho, o evento impacta direta e positivamente a vida de muitos outros artistas e técnicos da cultura. “É preciso que se defenda e fortaleça leis de resgate à cultura como a Aldir Blanc, já que foi graças a ela que impulsionamos nossas atividades e podemos gerar renda e trabalho para outros colegas artistas do Rio Grande do Sul”, diz. O encerramento do 1º Festerê se dará com a estréia de “Viagem ao Centro da Terra”, uma criação audiovisual livremente inspirada na obra homônima de Júlio Verne, com atuação de Junior Sifuentes, que se transformará em um espetáculo teatral infanto-juvenil depois do período de pandemia.

Deixe seu comentário