Um dos atrativos da noite foi peça que mostrou a realidade da mulher na sociedade

A Cidade das Artes sediou, na tarde do último domingo, 31, o evento Nossa Voz. A iniciativa do estúdio de dança Khaos fechou o “Mês da Mulher” com uma atividade que buscou abordar e fazer refletir sobre o empoderamento feminino e as relações da mulher dentro da sociedade e através das artes.
No Espaço Braskem da Estação da Cultura, um grupo de meninas deu início à noite com uma peça teatral tocante. Através de memórias de amigas sobre a vida de uma moça, a montagem retratou os abusos impostos às mulheres desde a infância até a vida adulta.

A ação bem exemplifica o propósito da noite organizada pelo Khaos, que além da participação do Grupo de Teatro Pernas pro Ar, trouxe o Coletivo Órbita; o Grupo Elas por Elas, de Salvador do Sul; o “Cuidado, Mulheres Trabalhando”, de Lis Machado; e o “Eu. Voz. Escuta”, de Adriana Lanzer: mulheres apoiando e prestigiando mulheres e estabelecendo diálogo através das artes.

No domingo, o público – muitos familiares e amigos dos artistas – aos poucos foi sendo encorpado por quem estava pela Estação e teve a atenção tomada pelas intervenções. Houve até uma roda de bate papo que buscou se aprofundar mais na temática da noite.

Deixe seu comentário