Cadeiras apropriadas facilitam a locomoção de pessoas com mobilidade reduzida, que assim podem aproveitar a praia. Foto: Sérgio Garcia/Ascom FPE

Uso gratuito. Cadeiras anfíbias e protótipos de andadores auxiliam na circulação de pessoas com deficiências

Seja de ônibus, de carro, moto ou bicicleta, hospedadas em hotéis, casas, apartamentos, camping ou mesmo para retornar no final da tarde, o litoral é o destino de boa parte das pessoas nessa época do ano. O acesso à areia ou ao mar é gratuito, tornando as praias ao alcance de praticamente todas as pessoas, independente de classe socioeconômica. Para que essa inclusão ocorra de fato, é preciso garantir acessibilidade também aqueles que têm dificuldades de locomoção.

Neste sentido, as prefeituras oferecem estrutura com esteiras de madeira na areia que facilitam. Há ações, porém, que vão além e oportunizam inclusive a cadeirantes ou outras pessoas com mobilidade reduzida consigam contornar obstáculos e também possam aproveitar a praia, transitar pela areia fofa e entrar para um banho de mar.

Nesta quinta-feira, 3, será lançada a edição 2019 de um projeto realizado pelo programa Tampinha Legal – que é desenvolvido pelo Instituto Sustenplást – que consiste na “Ação na praia com Tampinha Legal”, em parceria com o Sistema Fecomércio-RS/Sesc. A iniciativa cede, de forma gratuita. mediante apresentação de documento, protótipos de andadoderes para crianças e adolescentes com deficiência. O lançamento será às 11h, na Casa de Verão do Sesc, em Tramandaí.

Os andadores são confeccionados com canos de PVC, nas Oficinas Solidárias Tampinha Legal, e proporcionam independência aos usuários com múltiplas deficiências. As peças não são comercializadas, mas emprestadas em todas as Casas de Verão Sesc, no litoral gaúcho, e ficarão à disposição aos banhistas até o dia 5 de março.

Faders leva cadeiras anfíbias para a praia
Uma ação desenvolvida pela Fundação de Articulação e Desenvolvimento de Políticas Públicas para Pessoas com Deficiência (Faders) torna o banho de mar mais acessível a quem tem mobilidade reduzida. O projeto Praia Acessível disponibiliza equipamentos e tecnologia para que pessoas com dificuldade de locomoção possam aproveitar melhor a praia com segurança.

Nos principais balneários do Rio Grande do Sul, o projeto oferece cadeiras anfíbias para o banho assistido. Conforme divulgado pela Faders, entre 2015 e 2017 mais de 8 mil pessoas foram beneficiadas. Apenas no verão 2017/2018 foram 3.406 banhos no estado. Cerca de 20% a mais que o verão anterior.

Promovido pela Faders desde 2012, a ação conta com parceiros públicos, privados e voluntários. O projeto pretende, essencialmente, criar uma cultura de respeito à acessibilidade à beira mar e incentivar os gestores públicos a implementar e manter projetos permanentes de acessibilidade em seus municípios.

A relação de locais e horários em que as cadeiras anfíbias estão disponibilizadas pode ser acessada no site www.faders.rs.gov.br, clicando em Projeto Praia Acessível Verão 2018/2019.

Deixe seu comentário