Foto: Ilustrativa RGE

A RGE Sul, empresa de distribuição de energia do Rio Grande do Sul, foi autorizada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) a aplicar o reajuste tarifário anual. Com aumento médio de 6,09% para 2,9 milhões de consumidores do Estado, a tarifa já vale partir de julho. Para consumidores residenciais, a alta média nas contas será de 5,22% e para os consumidores industriais será de 6,24%. Segundo a Aneel, o reajuste foi impactado pelos custos de aquisição de energia e componentes financeiros.

Em nota à imprensa, a RGE explica que este ano os principais fatores que levaram a esse resultado foram o aumento dos custos não gerenciáveis pela distribuidora, tais como aumento do custo de geração de energia por conta da expressiva alta do dólar e dos custos de transmissão por conta da incorporação de novas instalações a serviço dos consumidores.

“De uma conta de R$ 100,00, apenas R$ 19,40 se referem aos custos que a RGE gerencia, como custeio da operação, investimentos e remuneração do capital. Os outros R$ 80,60 se referem às despesas com a compra de energia, com o sistema de transmissão, com os encargos setoriais e com os tributos estaduais e federais”, esclarece a empresa em nota.

Deixe seu comentário