Sede do Grupo Vibra, em Montenegro, fica às margens da ERS-124. FOTOS: VIBRA/DIVULGAÇÃO

Foi confirmada nesta sexta-feira, 30, a aquisição de 40% da divisão de alimentos do Grupo Vibra pela empresa norte-americana Tyson Foods. A compradora é uma das maiores empresas de alimentos do mundo. Com sede no estado do Arkansas, possui em seu portfólio marcas como Jimmy Dean, Hillshire Farm, State Fair e Aidells, e está com uma ampla estratégia de crescimento global desde o ano passado.

Além da empresa montenegrina, a organização já havia adquirido a Keystone Foods, com operações na China, Coréia do Sul, Malásia, Tailândia e Austrália; e, inclusive, negócios de aves da BRF na Tailândia e na Europa.

“Este investimento nos permitirá acessar suprimentos de aves no Brasil para atender às crescentes necessidades dos clientes brasileiros e dos mercados de demanda prioritários na Ásia, Europa e Oriente Médio”, disse Donnie King, presidente da área internacional da Tyson. “Faz parte da nossa estratégia, desenvolver uma cadeia de fornecimento mais flexível e mitigar a volatilidade do nosso modelo anterior, que dependia principalmente das exportações dos Estados Unidos”.

Um dos principais produtores de aves, o Grupo Vibra atende, hoje, clientes no Brasil todo e em mais de 50 países. Além da sede em Montenegro, conta com operações no Paraná e em Minas Gerais, além de uma unidade de negócios em Dubai, empregando, ao todo, mais de 4 mil funcionários.

“Este acordo é o resultado da confiança mútua entre as duas empresas e o objetivo de ambas se expandirem globalmente”, destaca Flavio Sérgio Wallauer, presidente do conselho de administração do Grupo. “Nós também acreditamos na importância de, constantemente, agregar valor para os nossos produtos. Para nós, isso significa continuar a crescer, inovar e fortalecer a posição de nossas marcas, Nat e Avia”.

Flávio Rogério Wallauer e Gérson Müller, diretores do Grupo, anunciaram a compra

Wallauer adiciona ainda que a participação da Tyson deve gerar novas oportunidades de negócios ao Grupo, garantindo novas tecnologias e investimentos, principalmente em pesquisa e desenvolvimento. “Além disso, teremos acesso a uma rede de distribuição global para alcançar novos mercados. Acreditamos que este acordo contribuirá fortemente para melhorar a qualidade de nossos serviços, adicionando novos produtos ao nosso portfólio”, salienta.

O valor da aquisição não foi divulgado pelas partes. Como parte do acordo, o Grupo Vibra anunciou que irá separar seu negócio de multiplicação genética, a Agrogen, em uma empresa separada.

Deixe seu comentário