mortes recuperados e casos de Covid-19 na região

A prefeitura de Salvador do Sul, através da Secretaria Municipal da Saúde, Ação Social e Habitação, declarou ‘condição de alerta’ devido a elevação acentuada de infectados de Covid-19 no último mês. No dia 29 de julho, o acumulado era de 17 casos confirmados e nenhum deles ativo. Apenas um mês depois, o município tem 36 casos positivos e um ativo com internação (na quinta-feira, dia 3). Um aumento de 19 casos em apenas 35 dias.

De acordo com a pasta, a curva de casos confirmados apresentou uma taxa de crescimento de 111% . “O cenário de casos confirmados se aproxima de um patamar que exige uma atenção singular no município”, declarou a secretária da Saúde, Márcia Ebbing Eckert. Ela conclama a população para que se mantenha alerta quantos aos cuidados para evitar a disseminação do noco coronavírus. E a Administração Municipal estuda novas medidas para a contenção da pandemia, dentre as quais o adiamento do retorno das aulas presenciais.

Após reunião da AMVARC, na manhã da quinta-feira, o prefeito, Marco Aurélio Eckert, divulgou um vídeo no Facebook declarando contrariedade à sugestão do Governo do Estado. “Não é o momento de iniciar as aulas, principalmente as crianças de Educação Infantil”. Eckert argumenta ainda que é impossível manter os protocolos de distanciamento com crianças desta idade. Uma próxima reunião entre os prefeitos da região da AMVARC está agendada para o dia 24 de setembro.

Acompanhe o pronunciamento do prefeito e da secretária: https://www.facebook.com/107799077646041/videos/926966397714105

Deixe seu comentário