Estrutura deve ser reformada por uma empresa terceirizada contratada pela Prefeitura. FOTO: Arquivo Ibiá

Nessa segunda-feira, 4, a Câmara de Vereadores de Montenegro sediou uma reunião para tratar da questão dos problemas da localidade de Bom Jardim. O secretário municipal de Desenvolvimento Rural, Ernesto Kasper, revelou que a Prefeitura fará a contratação de uma empresa terceirizada, por meio de licitação, para realizar o conserto da estrutura da caixa d`água da comunidade. Com isso, o prazo para conclusão da obra é de até três meses.

A principal problemática para o Município realizar o serviço, de acordo com o secretário, é a falta de equipe técnica preparada. “A gente assumiu essa função de tentar ajudar a resolver isso. Então como na minha secretaria, que é de Desenvolvimento Rural, eu não tenho a estrutura para executar uma obra, eu preciso através de outras secretarias pedir para fazer a execução da obra”, afirma Kasper.

A mudança nos rumos de como o conserto será realizado veio após a Prefeitura ter confirmado à reportagem do Jornal Ibiá, em julho deste ano, que a obra já estava em processo de compra de materiais e seria realizada por funcionário do município. Após ser questionada sobre o prazo de conclusão da obra, o Executivo havia informado à reportagem que a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural (SMDR) já havia aberto o processo para a compra do material necessário para a adequação da estrutura. O secretário Ernesto Kasper explicou na época que os recursos para a compra do material sairiam do Fundo de Gestão Compartilhada da Corsan com a Prefeitura. O prazo estimado para compra do material era de até 30 dias, sendo que a execução do serviço seria operacionalizada com os servidores da Diretoria de Serviços Urbanos (DSURB).

Kasper explica que a decisão de terceirizar o serviço surgiu após uma visita com o prefeito Gustavo Zanatta à comunidade na semana passada. “A decisão do prefeito é que nós não temos condições de fazer e vamos fazer um processo, licitar uma empresa pra fazer. Na Prefeitura não tem pessoas para fazer aquela construção”, afirma o secretário.

A reunião na Câmara foi convocada pelo vereador Paulo Azeredo (PDT), e contou ainda com a presença da vereadora Camila Oliveira (Republicanos), do Diretor de Deporto do Município, Odilson Soares e da presidente da Associação Comunitária de Bom Jardim, Noemi Silveira da Motta.

Além da questão da água na comunidade, também foi pauta da reunião a situação do ginásio local, que está em parte destelhado desde o ano passado. O diretor de Deporto do Município, Odilson Soares, afirmou que a Prefeitura já tem conhecimento do problema e busca uma solução. (WM)

Deixe seu comentário