Neste ano, mais de 4 milhões de veículos já passaram pela praça de Portão. Foto: EGR - divulgação

Seu bolso. Tarifas nas praças da EGR sobem 34,61% a partir de segunda-feira

O diretor-presidente da Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR), Nelson Lidio Nunes, concedeu entrevista coletiva sexta-feira para anunciar a recomposição de tarifas das praças de pedágio. A partir da zero hora deste dia 2 de outubro, elas terão aumento na ordem de 34,61%. Em Portão, o valor para automóveis de passeio subiu de R$ 4,80 para R$ 6,50. Caminhões de 3 eixos pagam agora R$ 11,30 (confira no box).

Nunes argumentou que a decisão está dentro do processo de recomposição dos valores, cuja defasagem teria atingido 86%, em 10 anos sem alteração. Inclusive a praça de Portão, assim como as de Campo Bom e Coxilha, não tinham qualquer aumento desde 2006. Já as praças que antes eram administradas por concessionárias privadas tiveram as tarifas reduzidas, ao serem absorvidas pela EGR, aos valores praticados em 2007.

A recomposição levará as tarifas ao patamar que já era cobrado antes da redução. Assim, o diretor promete que será restabelecida parte da capacidade de investimentos da empresa pública, possibilitando a execução de uma série de demandas prioritárias nos próximos 6 anos. A ideia é atender reivindicações reprimidas das comunidades e presentes no contrato de gestão a ser firmado com o Governo do Estado. No curto prazo (1 ano), serão investidos R$ 160 milhões, no médio prazo (6 anos) o valor projetado alcança R$ 1,1 bilhão (veja no box previsões para a região).

“É importante destacar que esta recomposição ocorre porque os valores foram reduzidos, na época, de forma irresponsável”, afirmou. Essa decisão teria comprometido a capacidade de investimentos da Empresa, sendo inclusive objeto de apontamento dos órgãos de controle e fiscalização (Tribunal de Contas do Estado e Contadoria e Auditoria-Geral).

Nunes alega que não houve um plano que embasasse a redução e mostrasse de onde sairiam os recursos para obras necessárias. Em contrapartida, somente o preço do asfalto neste período teve correção de mais de 80%. A EGR administra 901,3 km de estradas, distribuídos em 14 praças de pedágio. Confira no site da EGR as novas tarifas que entram em vigor no dia 2 e as demandas prioritárias de cada praça com a projeção de investimentos nos próximos 6 anos.

Obras projetadas na praça de Portão período de 6 anos
– Recuperação estrutural da ERS-240 – entre BR-116 e acesso a Montenegro – e da ERS-122 – de Portão a São Vendelino;
– Recuperação funcional das rodovias ERS-240 e ERS-122 (execução de obra);
– Implantação de duas passarelas sobre a ERS-240;
– Implantação de terceiras faixas e melhorias no acostamento ERS-240, entre o pedágio e Montenegro;
– Implantação de duas novas interseções na ERS-240;
– Inspeção e recuperação de pontes, pontilhões e viadutos nas ERS’s 240 e 122;
– Reformulação da rótula do posto Shell – acesso a Montenegro – interseção com BR-470;
– Inspeção e recuperação de contenções e encostas;
– Implantação de sistema vídeomonitoramento nas ERS’s 240 e 122;
– Adequação de acessibilidade das passarelas existentes.

Deixe seu comentário