Prefeito de Pareci Novo, Paulo Alexandre Barth (à direita), entregou o decreto ao coordenador regional da Defesa Civil, Sandro da Silva. FOTO: Prefeitura de Pareci Novo

O decreto de situação de emergência em razão da estiagem assinado na última sexta-feira, dia 14, pelo prefeito de Pareci Novo, Paulo Alexandre Barth, foi vistoriado na segunda-feira, dia 17, pela Defesa Civil estadual. A vistoria foi feita pelo coordenador da 9ª Coordenadoria Regional de Proteção e Defesa Civil, o tenente-coronel Sandro Carlos Gonçalves da Silva. O decreto de situação de emergência em razão da estiagem tem validade de 180 dias.

De acordo com o vice-prefeito e secretário municipal de Agricultura e Meio Ambiente, Fábio Schneider, o documento foi encaminhado para homologação estadual, o que deve facilitar na captação recursos de futuros programas de socorro aos municípios atingidos pela seca no Estado. O decreto também tem como finalidade a facilitação de renegociação de dívidas de produtores de Pareci Novo.

Conforme um levantamento da Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente de Pareci Novo, em conjunto com a Emater, as perdas atingem principalmente as culturas de milho, citros, e flores. “Mesmo com as chuvas que tivemos agora, já tivemos perdas de 20 a 30%. A planta não conseguiu desenvolver, sofreu bastante, e acabou até abortando um pouco dos frutos. Nas flores tivemos produtores que no mês de dezembro botaram fora 70 a 80% da produção”, destaca Schneider.

Deixe seu comentário