Secretária de Educação, Paula Marnelise Streit (de azul), acompanha a sanitização

Em fevereiro retornam alunos dos jardins e Ensino Fundamental

Depois de um ano letivo de 2020 marcado pelos desafios gerados pela pandemia do novo coronavírus, Pareci Novo se prepara para iniciar na segunda-feira, dia 18, o calendário letivo de 2021. Primeiro, retornarão às salas crianças matriculadas nos berçários e maternais na Escola Municipal de Educação Infantil (EMEI) Professora Elisane Schneiders Lucktmeier, do Centro, e na Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) José Pedro Mendel, de Despique. Depois, em 17 de fevereiro, será a vez dos alunos dos jardins e do Ensino Fundamental voltar às escolas.

De acordo com a secretária de Educação de Pareci Novo, Paula Marnelise Streit, o início do ano letivo de 2021 deverá ser presencial, adotando o sistema híbrido e com as salas recebendo apenas 50% da sua capacidade de alunos. Para isso, os ambientes das escolas estão sendo higienizados e também sendo preparados para seguirem as normas de segurança e exigências dos órgãos competentes. “As famílias que não se sentirem confortáveis em mandarem seus filhos também serão atendidas remotamente”, destaca a secretária.

Paula salienta, ainda, que não haverá atendimento em turno integral. Inclusive, o antigo horário de intervalo para almoço e “soninho” ao meio-dia não mais existirá e esse período será usado para higienizar os espaços da escola entre a mudança de turmas.

Sobre o retorno dos alunos matriculados nos jardins e séries do Ensino Fundamental, a secretária diz que ainda haverá uma reunião com equipes diretivas das escolas para definir detalhes do retorno. “Mas também será, essa certeza já existe, com 50% de atendimento das turmas para garantir a segurança de todos”, adianta. Paula destaca, ainda, que a forma como o transporte escolar funcionará também será debatida.

Demais cidades da região têm indefinições
De acordo com a secretária de Educação, Cultura, Desporto e Turismo de Brochier, Claudine Haupenthal, o Município estuda retomar as aulas a partir do dia 22 de fevereiro com turmas do Ensino Fundamental. O formato das aulas, remoto ou presencial, ainda não está definido. O retorno da Educação Infantil está sendo estudado.

A secretaria de Educação e Cultura de Maratá tem também apenas definida a data de retorno: 22 de fevereiro. No entanto, a exemplo de Brochier, a modalidade de ensino ainda não está definida. O que é tido como certo é que não haverá, num primeiro momento, turno integral para evitar que as crianças tenham contato prolongado em caso de retorno presencial.

Em São José do Sul, o início do calendário letivo de 2021 ainda está indefinido. Também não há, ainda, definição sobre o modelo com que as aulas serão retomadas: presencial, híbrido ou remoto.

Deixe seu comentário