Foco dessa primeira fase de obras é a recuperação do telhado do prédio histórico. Foto: Arquivo Pessoal/Douglas Schneiders

Início da obra ainda depende da liberação dos recursos por parte da União

Foi assinado na manhã desta quinta-feira, dia 30, o contrato com a empresa vencedora do processo licitatório para a execução da primeira etapa de restauro do Seminário São José, em Pareci Novo. O foco dessa primeira fase de obras é a recuperação do telhado do prédio histórico. Está previsto o investimento total de R$ 1.061.060,65, sendo que aproximadamente R$ 900 mil são oriundos do Governo Federal e o restante sendo contrapartida do Município.

A empresa vencedora da licitação é a Arquium – Construções e Restauro, de Porto Alegre. A secretária municipal de Planejamento de Pareci Novo, Ilsandra Fell, explicou que os documentos referentes à licitação estão sendo enviados à Caixa Econômica Federal e, após a sua aprovação, o Município iniciará uma nova etapa de trabalho junto à União, desta vez pela liberação dos recursos para efetivamente iniciar a obra. “O restauro propriamente dito só pode ser iniciado após o desembolso da primeira parcela do recurso por parte do Governo Federal e isto é uma exigência do próprio Governo”, reforçou. Após o início da obra, o prazo de conclusão é de 12 meses.

De acordo com a arquiteta responsável pelo projeto de intervenção, Leila Schaedler, para o bloco da frente do prédio, que fica de frente para a rua José Inácio Teixeira Júnior, foi proposta uma cuidadosa restauração do madeiramento, uma vez que ali existe uma estrutura diferenciada. “Nesse ponto é fundamental a preservação da arquitetura original”, enfatizou a profissional, que é especialista em Gestão e Práticas em Obras de Restauro. “Como cobertura, propomos utilizar uma telha sanduíche que, além de função termoacústica, também tem a função de subtelhado, protegendo assim o madeiramento e aumentando a longevidade das estruturas”, explicou.

No bloco central do prédio, onde o telhado ruiu, foi sugerida uma nova cobertura com estrutura metálica. O objetivo é que fique marcada a intervenção. “Em obras de restauro não se faz imitação”, apontou Leila. A arquiteta destacou que o espaço será coberto por telha de cerâmica francesa, como a original.

O prefeito Paulo Alexandre Barth se disse feliz com o novo passo dado. “Foram muitos anos de luta e trabalho, e muitos os técnicos envolvidos. Há muita dedicação por parte da Prefeitura para a realização dessa obra que assegura a preservação da história da nossa cidade”, comentou. “O falecido prefeito Oregino (José Francisco) sempre afirmava que Pareci Novo teria um antes e um depois do restauro do seminário. Sabemos que o caminho ainda é longo, mas esse primeiro passo abre portas para as novas captações de recursos”, complementou.

Contrato com a empresa vencedora da licitação ocorreu na manhã de quinta-feira. Foto: Prefeitura de Pareci Novo

Deixe seu comentário