Reunião serviu para entender motivos do fechamento da planta em Maratá. FOTO: Prefeitura de Maratá

O prefeito de Maratá Fernando Schrammel e sua sucessora, a prefeita eleita Gisele Adriana Schenider, se reuniram na quarta-feira, dia 2, com o diretor da Calçados Jacob, Eduardo Kurt Jacob. A empresa é proprietária da marca Kildare, que anunciou em 26 de novembro a paralisação das atividades da fábrica localizada em Maratá, o que resultou na demissão de 120 funcionários.

De acordo com Fernando, o empresário deixou claro que quando o setor calçadista reagir serão retomadas as atividades em Maratá. “No momento, não tem como dar uma previsão de retomada. A crise provocada pelo coronavírus afetou profundamente o setor calçadista”, ressaltou o prefeito.

O atual chefe do Executivo destacou que os funcionários demitidos pela Kildare terão acesso ao seguro-desemprego, bem como estão sendo encaminhados, com o auxílio da Prefeitura, para novas empresas. Já a prefeita eleita disse que sua equipe está trabalhando para buscar novas oportunidades para Maratá. “Seguiremos acompanhando a situação e mantendo contato com a empresa. Ao mesmo tempo, estamos contatando outras empresas da região que tenham interesse em se instalar em Maratá ou contratar nossa mão de obra”, afirmou Gisele.

Deixe seu comentário