Espaço público passará por reformas e deverá voltar a ser aberto para a Oktoberfest

Reformas. Prefeitura fará melhorias, reajustará as tarifas e lançará edital para a escolha de um novo ecônomo

Uma das principais atrações turísticas de Maratá, o Parque Municipal da Cascata da Vitória, está fechado. Com o término do contrato com o ecônomo no final de junho, o Executivo decidiu fechá-lo para realizar melhorias no local, apresentar um Projeto de Lei para reajuste das tarifas e, ainda neste mês, lançar edital para a escolha de um novo responsável pelo espaço. “Queremos deixar pronto para a Oktoberfest”, afirma o secretário de Cultura, Turismo e Desporto, Alexandro Haupenthal.

Conforme Alex, como é conhecido o secretário, o contrato de exploração é normalmente de um ano. Porém, ele tem a ideia de buscar alguém que também invista no parque. “Hoje, se ganha dinheiro na temporada e não se investe”, aponta. O secretário reforça que esse reajuste nas tarifas será justamente para dar um retorno maior em melhorias e também selecionar o público. Ele adianta que o mesmo deve acontecer no Parque da Cachoeira Maratá.

Secretário entende que é necessário transformar o parque num espaço mais voltado para as famílias

Segundo o titular da pasta de Cultura, Turismo e Desporto, o plano é fazer um ambiente familiar, criando um espaço específico para estacionamento, delimitando a área de tráfego de veículos, melhorar estruturas como banheiros e churrasqueiras e também proibir completamente a entrada de bebidas no local. “Essa é uma forma de o ecônomo lucrar”, diz sobre o último item. Ele reforça que sua ideia é transformar o Parque da Cascata da Vitória num ambiente familiar e que também possa ser palco de eventos como, por exemplo, da programação de Natal.

O planejamento é de que as melhorias iniciem em agosto, quando o novo ecônomo já deverá ter sido definido e poderá acompanhar as obras. “Queremos fazer a reconstrução da ponte e da pinguela e também realizar pintura e reformas na infraestrutura”, lista Alex. Ele garante ainda que haverá maior fiscalização por parte da secretaria municipal de Cultura, Turismo e Desporto nos parques, dando ênfase para a limpeza e estrutura dos locais.

Alex entende que, para sair do molde atual e melhorar os parques do município, é necessário buscar parceiros na iniciativa privada que se disponibilizem a investir. Inclusive, o secretário revela que, nos últimos dias, recebeu contato de empresários da Região Metropolitana interessados em investir no município na área de Turismo.

Deixe seu comentário