Comando de Greve do Cpers avalia primeiro dia do movimento e define calendário de mobilização. foto: divulgação Cpers

Em resposta às reformas propostas pelo governador Eduardo Leite, professores de todo o Estado deflagraram greve por tempo indeterminado.
Liderada pelo Cpers/Sindicato, das 22 instituições que integram o 5º Núcleo, mais 4 entraram em greve parcial nesta terça-feira, 19, somando 17 instituições, e uma voltou com atividades normais.

Greve na região
Greve geral
Colégio Ivo Buhler – CIEP
Escola Delfina Dias Ferraz
Escola Manoel de Souza Moraes
Escola junto ao Núcleo Habitacional Promorar
Escola São José do Maratá
Escola Adelaide Sá Brito
Escola Adão Martini
Colégio Estadual Engenheiro Paulo Chaves
Escola Erni Oscar Fauth
Escola Moojen

Greve parcial
Escola Januário Corrêa
Escola São João Batista
Escola Tanac
A.J. Renner
Escola Yara Ferraz Gaia
Escola Polivalente
Escola Álvaro De Moraes

Atividades normais
Escola Aurélio Porto
Escola Jacob Hoff

Sem definição
Escola Jose Garibaldi
Escola Osvaldo Brochier
Escola São Francisco de Assis

Compartilhar

Deixe seu comentário