Posse de Carlos Eduardo Camillo (PDT) foi nesta sexta-feira, dia 21. Foto: divulgação/Câmara de Vereadores Brochier

O vereador suplente Carlos Eduardo Camillo (PDT) assumiu nesta sexta-feira, dia 21, o assento até então ocupado por Gilberto Büttenbender (PDT), o Betinho, que agora ocupa o cargo de secretário municipal de Agricultura, Meio Ambiente, Indústria e Comércio. A posse se deu em sessão extraordinária convocada para votação de quatro projetos de lei do Executivo.

Carlos Eduardo garantiu que sempre gostou de novos desafios e é com esse espírito que irá encarar sua atuação no Legislativo. “Estarei presente dando o meu melhor em cada sessão da Câmara”, assegurou. Sobre sua atuação, ele disse que pretende atuar um pouco em cada setor, sempre tomando as melhores decisões para os munícipes. “Venho para somar”, reforçou.

O novo vereador destacou, ainda, que foi com surpresa que recebeu a notícia de que assumiria uma cadeira na Câmara de Vereadores. Isso ocorre porque Betinho e ele são de um partido que concorreu nas eleições contra o prefeito Clauro Josir de Carvalho (Progressistas). “A partir dessa notícia eu pude ver que nem todas as pessoas pensam só em política. Buscar pessoas na oposição requer muita coragem”, comentou sobre o fato de Betinho assumir como secretário municipal. “Achei a atitude do prefeito muito boa, pois veio buscar na oposição uma pessoa muito qualificada, esforçada e que está sempre querendo aprender”, complementou. Ele reforçou que findada as eleições todos, indiferente do partido, devem trabalhar pela evolução do Município.

Na sessão, quatro projetos apresentados pelo Executivo foram aprovados por maioria. Foto: divulgação/Câmara de Vereadores Brochier

Na sessão em que Carlos Eduardo foi empossado, os quatro projetos apresentados pelo Executivo foram aprovados por maioria, com oito votos favoráveis, sendo que como os projetos necessitavam de maioria simples, o presidente do Legislativo não vota. Três deles tratavam da autorização de contratação temporária de servidores, são uma vaga para agente comunitário de saúde, uma de professores de Geografia para os Anos Finais do Ensino Fundamental, duas de operador de máquina rodoviária e três de operários. O outro projeto tratava da inclusão de meta no Plano Plurianual 2022/2025 e na LDO/2022 e abertura de crédito especial no valor de R$ 1.390.054,67 no Orçamento Anual 2022 relativos ao programa Pavimenta RS.

Deixe seu comentário