Máscaras costuradas por voluntárias serão distribuídas para pessoas do grupo de risco e em vulnerabilidade. FOTO: Prefeitura de Brochier

Produzir e vender máscaras de tecido virou opção de renda para famílias que sofrem os reflexos econômicos da pandemia do novo coronavírus. Há, ainda, aquelas pessoas que se colocaram à disposição para voluntariamente fabricarem o equipamento de proteção individual (EPI). É o que acontece em Brochier, onde a Prefeitura está disponibilizando tecido e elástico para voluntários que tenham interesse em costurar máscaras para doação.

Interessados em participar da ação devem entrar em contato com a secretaria municipal de Saúde e Assistência Social pelo telefone 3697-1496 para registrar o interesse e receber em casa o material. Uma vez prontas, as máscaras serão recolhidas e, através dos agentes de saúde, distribuídas para pessoas dos grupos de risco e em vulnerabilidade social. A medida foi anunciada junto com um vídeo que destaca a importância de se usar a máscara nesse momento. A produção audiovisual está publicada na página no Facebook da Prefeitura.

A secretária municipal de Saúde e Assistência Social de Brochier, Mônica Aline Kerber Neis, salienta que na Unidade Básica de Saúde (UBS) do Município já é feita a distribuição de máscaras de tecidos aos pacientes que realizam consultas. Junto com o EPI, eles recebem orientações sobre o uso e a higienização dele.

Deixe seu comentário