FOTO: Arquivo/Jornal Ibiá

Cronograma de aulas presenciais e escalonamento é diferente em cada escola

A comunidade escolar da Rede Municipal de Ensino de Brochier se prepara para, na segunda-feira, dia 22, retornar aos encontros presenciais, com o início do ano letivo 2021. Por conta da pandemia do novo coronavírus e da necessidade de priorizar a segurança dos alunos, professores, demais servidores e pais, a secretaria municipal de Educação, Cultura, Desporto e Turismo (SMECDT) optou por uma volta às aulas no modelo híbrido.

Isso significa que os alunos terão tanto atividades presenciais quanto remotas. As turmas maiores serão divididas em dois ou mais grupos, conforme o número de estudantes, e haverá um escalonamento por semana, com os grupos revezando entre encontros presenciais ou atividades remotas.

De acordo com a SMECDT, o retorno presencial é opção dos pais ou responsáveis e, para tanto, eles terão que assinar um termo de autorização diretamente nas escolas. Aquelas famílias que optarem por não autorizar o retorno de seus filhos às salas de aulas terão que manter o compromisso de buscar e retornar as atividades remotas desenvolvidas pelos professores, bem como manter o vínculo escolar.

Em sua página no Facebook, a Prefeitura de Brochier publicou os cronogramas de volta às aulas presenciais e de escalonamento de cada uma das suas escolas municipais. Por exemplo, na Escola Municipal de Educação Infantil (EMEI) Sapatinho de Cristal os berçários 1A, 1B, 2A e 2B não terão escalonamento e terão aulas em turno integral. Já os maternais 1A, 1B, 2A e 2B, que também terão aulas em turno integral, terão suas turmas divididas com escalonamento semanal.

Já na Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Leonar Ricardo Bauer, as aulas ocorrerão apenas de segundas-feiras até quintas-feiras, com as sextas-feiras ficando para o dia da higienização dos espaços. Processo semelhante ocorre na EMEF Emílio Bauer e na EMEF Professor Jorge Felipe Allebrandt.

A secretária de Educação, Cultura, Desporto e Turismo de Brochier, Claudine Haupenthal, reforça que todos os ambientes das escolas foram higienizados e organizados de acordo com os protocolos sanitários exigidos. Ela salienta que o transporte escolar também será oferecido, seguindo as normas estabelecidas e com os ônibus sendo devidamente higienizados.

“Planejar esse retorno presencial é um grande desafio que vão dos aspectos estruturais e organizacionais da escola até os aspectos emocionais. Todos estão inseguros, ansiosos e esperançosos. Nesse momento precisamos pensar coletivamente para que esse retorno seja o mais seguro possível”, comenta Claudine. A secretária observa, ainda, que a escola é um ponto de encontro e de socialização e que todos estão carentes dessa vivência.

Deixe seu comentário