Grupo de mulheres foi criado há sete anos e retoma atividades hoje. fotO: Arquivo/Jornal Ibiá

Dois grupos iniciam atividades hoje e um terceiro começa na próxima semana

Através de uma parceria entre o Servico Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) e o Executivo, três grupos passarão a entrar em atividade no município. Nesta quinta-feira já acontece a primeira reunião da oficina de relações interpessoais através da dança, o chamado grupo Flor da Idade, e também da oficina de interação social através da arte voltada para pessoas com deficiência (PCD). Na próxima semana terá início a oficina de interação com novas tecnologias que tem como público-alvo os idosos.

Curso sobre novas tecnologias tem como público-alvo a melhor idade.

De acordo com o coordenador do Centro de Referência em Assistência Social (Cras) Recriar, Carlos Aguiar, a parceria busca uma formação diferenciada em suas oficinas para uma maior qualificação dos usuários. “Escolhemos o Senac por ser uma entidade com consagração nacional e devido à qualificação do seu corpo técnico”, destaca Aguiar. Todas as atividades têm previsão de um ano de duração.

A oficina de interação com novas tecnologias terá 10 participantes. Os encontros serão semanais e com duração de duas horas, no laboratório de informática da Escola Municipal de Ensino Fundamental Professora Valéria Maria Kirch. Entre as habilidades a serem desenvolvidas estão as de como utilizar o Facebook, o Skype e o WhatsApp e a de como realizar pesquisas no Google.

Tendo como público-alvo pessoas com deficiência, a oficina de interação social através da arte acontecerá na Academia de Saúde do Município. As habilidades a serem trabalhadas pelo grupo, que será acompanhado por uma psicóloga e uma assistente social do Cras, são técnicas de desenho, teatro e dança. Os encontros serão quinzenais com duração de duas horas.

Já a oficina de relações interpessoais através da dança terá 20 participantes e vai incentivá-las as interagir, indagar, experimentar, sentir, testar, cooperar, descobrir, inventar, construir e transformar. “Foram com essas palavras carregadas de vida e transformação que, há sete anos, as mulheres de São José do Sul reescreveram sua história construindo o grupo Flor da Idade”, salienta Aguiar. Os encontros serão semanais, de uma hora e meia, nas dependências da Academia de Saúde do município.

Interessados em participar da oficina de interação com novas tecnologias – que ainda possui duas vagas em aberto – ou do grupo Flor da Idade podem entrar em contato com o Cras Recriar pelo telefone 3614-8072. O grupo para PCD é restrito e já possui 10 integrantes.

Deixe seu comentário