Uma polêmica que estava no Facebook desde o início de julho foi parar na Justiça. A designer Patrícia Gomes Benfica Malizia, de 44 anos anunciou na rede social que estaria oferecendo moradia de graça em troca de serviços domésticos e de babá.

Após a repercussão negativa do post, o Ministério Público do Trabalho entrou em contato com Patrícia. A designer teve que assinar um termo, no qual se compromete a não empregar trabalhadores domésticos de forma irregular.

Segundo a Folha,  Patrícia se comprometeu a formalizar o  contrato e os registros necessários. Além disso, irá pagar piso mínimo legal, sem descontar valores do salário para o fornecimento de alimentação, vestuário ou moradia.

Ela será fiscalizada e caso desobedeça ao termo, terá de pagar multa de R$ 2.000 por empregado contratado de forma irregular e por cláusula descumprida.

Deixe seu comentário