Após uma negociação entre o IPE-Saúde e representantes dos poderes e órgãos com dívidas com o Instituto, a Assembleia Legislativa depositou R$ 1,7 milhão que devia ao plano de saúde. A dívida é referente a contribuições patronais mensais não realizadas entre abril de 2018 e agosto desde ano. A ação é uma resposta dos deputados gaúchos aos pedidos da população, por economia e transparência dos atos. Foi com redução de gastos e despesas com diárias, indenização veicular, congelamento dos salários, fim do “auxílio-mudança” (ajuda de custo) e extinção da aposentadoria especial, que a Assembleia Legislativa conseguiu economizar e quitar a dívida. A medida beneficia mais de 1 milhão de segurados em 497 municípios, como professores, brigadianos e seus familiares.

Deixe seu comentário