A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) protocolou nesta quinta-feira, 25, à Câmara dos Deputados, o pedido de impeachment do presidente Michel Temer (PMDB). Entre os motivos estão as delações de executivos da JBS.

A OAB sustenta que Temer cometeu crime de responsabilidade, violando o artigo 85 da constituição, ao não informar o que sabia da sobre a JBS, além de falta de decoro ao se encontrar com Joesley Batista sem registro da agenda. A decisão de pedir o impeachment de Temer foi aprovada pelo Conselho Pleno da OAB no último dia 20, em sessão conjunta com o Colégio de Presidentes de Secionais.

O pedido da OAB é o 13º contra Temer na Câmara. O presidente da Casa, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), já avisou que não pretende acatar as solicitações. Em caso de aprovação, a Ordem pede que Temer sofra a perda do mandato e a proibição de exercer cargo público pelo prazo de oito anos.

Deixe seu comentário