Assessoria de Comunicação do médico divulgou a informação de que ele está de volta ao Brasil. Foto: Divulgação/Dr. Victor Sorrentino

O médico gaúcho e influenciador digital Victor Sorrentino, detido no Egito no dia 30 de maio, após ser acusado de assediar uma vendedora muçulmana, foi liberado pelas autoridades do país e retornou ao Brasil nesse domingo, 6. Sorrentino – que é médico no Spa Tour Life, em Montenegro –, foi preso depois de compartilhar um vídeo nas suas redes sociais em que faz comentários sexistas e de cunho sexual contra a mulher, que não falava português e não compreendeu o que foi dito.

A informação sobre seu retorno foi divulgada pela assessoria do profissional no domingo. “Comunicamos que o cidadão e médico Victor Sorrentino está de volta ao Brasil, após prestar todos os esclarecimentos solicitados e ser liberado pelas Autoridades Egípcias. A prioridade é o reencontro com a família e, oportunamente, vai se manifestar publicamente sobre o ocorrido. A Família Sorrentino agradece a todos que torceram e que, de alguma forma, tiveram participação para que este desfecho ocorresse o mais rapidamente possível”,  diz a nota.

O Jornal Ibiá entrou em contato com os advogados do médico, mas até o fechamento desta matéria não obteve nenhum retorno. O Ministério Público do Egito, responsável pela investigação do caso, ainda não emitiu comunicado sobre a liberação do brasileiro.

O caso viralizou após o grupo “Fala UP”, voltado às questões femininas no Egito, difundir o ocorrido, levando denúncias às autoridades locais. Na gravação, realizada no dia 24 de maio, Sorrentino pergunta a vendedora em português: “Vocês gostam mesmo é do bem duro, né?”. Depois, ele insiste, com tom sarcástico, e afirma: “E cumprido também fica legal, né?”. A mulçumana, que não entende direito o que foi dito, sorri e responde “sim”.

Posteriormente o médico voltou à loja para desculpar-se com a vendedora, que assentiu. Sorrentino publicou um vídeo em seu Instagram registrando a conversa. Na sexta-feira, 4, um novo vídeo do gaúcho pedindo desculpa para a vítima foi compartilhado. “Como represento as mulheres egípcias e o povo egípcio, somos um povo hospitaleiro e carinhoso que recebemos visitantes de todas as partes do mundo, é suficiente para mim que ele peça desculpas. E vou aceitar suas desculpas“, respondeu a mulher. Em nenhum momento em que pede desculpas no vídeo Sorrentino olha para a muçulmana.

Deixe seu comentário