Governador anunciou a decisão nessa quinta-feira. FOTO: ITAMAR AGUIAR / PALÁCIO PIRATINI

O governo do Estado decidiu permitir a abertura de atividades consideradas não essenciais, como o comércio e restaurantes, neste sábado, 3 de abril, entre 5h e 20h. O fechamento de empresas da categoria continua valendo para o feriado da Sexta-feira Santa e o domingo de Páscoa. A decisão foi anunciada nessa quinta-feira, 1º, após reunião do governador Eduardo Leite junto do Gabinete de Crise.

“Estamos liberando o comércio não essencial para trabalhar no próximo sábado, até as 20h, acolhendo um pedido dos setores econômicos ligados ao consumo da Páscoa. Será uma abertura pontual e cuidadosa, seguindo todos os protocolos de segurança sanitária. A liberação será autorizada apenas para o sábado. Na sexta-feira e no domingo, portanto, segue a restrição, porque, apesar da leve melhora de alguns indicadores nos últimos dias, ainda estamos em bandeira preta e o risco imposto pela Covid-19 à população gaúcha é elevadíssimo”, colocou Leite, em vídeo nas redes sociais. As empresas devem seguir os mesmos protocolos de sanitização e distanciamento que usam nos dias úteis.

Há outra novidade. O governador também anunciou que a restrição de horários às atividades econômicas, que começou no dia 20 de fevereiro e que terminariam no domingo, dia 4, será mantida nos dias úteis, pelo menos, até a sexta-feira da próxima semana, dia 9 de abril, entre 20h e 5h. Novas reuniões ocorrerão nos próximos dias para discutir as medidas de prevenção.

O cenário epidemiológico que embasou a decisão do Gabinete de Crise mostra redução na ocupação de leitos clínicos, após o Estado atingir o pico de 6.229 pacientes confirmados e suspeitos de Covid-19 em 12 de março. No momento, há 4.391 internados. No entanto, a ocupação em leitos de UTI ainda está acima dos 100%. O total de pacientes confirmados e suspeitos em UTI apresenta estabilidade desde o dia 15 de março, quando atingiu o maior pico de taxa de ocupação: 110,3% e 2.732 internados; e atualmente está em 2.620 pacientes em UTIs.

Por conta desse cenário e da dificuldade com medicamentos do kit intubação, o governador colocou que ainda é fundamental a restrição à circulação de pessoas, o reforço nos protocolos de prevenção e na vacinação da população, mesmo nos feriados e fins de semana, para conter a propagação do vírus no Rio Grande do Sul. 

Mais cedo, também nessa quinta-feira e antes da decisão, a Prefeitura de Montenegro emitiu nota esclarecendo que, ao menos, a venda de chocolates de Páscoa já estava liberada no comércio por o item se enquadrar como alimento. O prefeito Gustavo Zanatta havia, inclusive, orientado a fiscalização municipal a não impedir as vendas no final de semana, deste que estas fossem restritas aos produtos alimentícios.

Deixe seu comentário