Novas regras temporárias para renovação do Recefitur valem enquanto durar a pandemia. Foto: Ascom Daer

As empresas de transporte intermunicipal na modalidade de fretamento e turismo têm regras mais simples para a renovação do registro no Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer). A autarquia, vinculada à Secretaria de Logística e Transportes do Estado (Selt), suspendeu temporariamente exigências que vinham dificultando o recadastro dos transportadores por causa dos efeitos da pandemia.

Com a medida, as empresas não precisam mais atualizar a documentação de toda a frota para renovarem o registro. De acordo com o diretor-geral do Daer, Luciano Faustino, muitos transportadores têm enfrentado dificuldades para manter em dia a documentação de todos os veículos.

“A partir de agora, se a frota contar com 10 veículos, mas apenas dois estiverem com licenças atualizadas, estes dois poderão circular enquanto o restante permanece na garagem”, exemplificao diretor. Ele assinala ainda que a adaptação das regras à situação de pandemia permite continuidade do trabalho e, consequente, recuperação financeira após a suspensão de diversas atividades.

A alteração é na Resolução 5.295 de 2010, que excluía do cadastro do Daer um veículo com problemas na documentação. Era a única saída para a atualização do Registro Cadastral de Empresas Fretadoras e Turísticas Intermunicipais (Recefitur), todavia o empreendedor precisava pagar pela retirada e, depois, pela re-inclusão; somando custo de R$ 120 por veículo.

Tires suas dúvidas
– Pelos e-mail’s: fretamento@daer.rs.gov.br – ou – turismo@daer.rs.gov.br
– Pelo telefone: (51) 98595-4045

Deixe seu comentário