Há quem pense que o orégano tem como função principal temperar a pizza. Esse é sim um prato que tradicionalmente conta com o tempero, mas suas opções de uso – assim como benefícios à saúde – são variados. O orégano já há milhares de anos é parte importante na medicina alternativa. Uma das suas peculiaridades é que quando fresca suas folhas têm aroma suave e, depois de secas, ele se destaca. Conheça alguns dos seu benefícios e alternativas de uso:

 

Sem colesterol, o orégano é uma rica fonte de fibra dietética, no qual ajuda a controlar os níveis de colesterol no sangue.

Ação antibacteriana: há no orégano timol e carvacrol, compostos orgânicos importantes é para defender o organismo contra bactérias que podem afetar a pele, o intestino, e outras partes do corpo.

Previne a gripe: tem a capacidade de fortalecer o sistema imunológico, auxiliando no combate a infecções virais como a gripe.

Tem muitos nutrientes: é uma excelente fonte em diversos nutrientes, incluindo Manganês, Cálcio, Ferro, Vitamina K, fibras e uma grande variedade de outros nutrientes.

Benefícios no período menstrual: além de diminuir as dores causadas pelas cólicas, o consumo regular de orégano também contribui para regular o ciclo menstrual e até mesmo prevenir a menopausa precoce.

Faz bem aos ossos: com o envelhecimento, os ossos do corpo podem se tornar mais frágeis e se quebrar com mais facilidade.  Alguns dos nutrientes do orégano são importantes para a saúde óssea, tornando-o excelente para pessoas que querem se proteger contra a osteoporose.

Protege o coração: o orégano possui boa quantidade de Potássio, que ajuda a controlar a pressão arterial elevada e batimentos cardíacos acelerados causados pelo consumo excessivo de sódio.

Ajuda na digestão: estimula a produção das enzimas digestivas, que garantem as propriedades digestivas diminuindo a formação de gases e prevenindo cólicas no intestino.

Fonte: Portal Minha Vida

Compartilhar

Deixe seu comentário