pesquisa, UCS, UVA, uva branca, Mirian Salvador, Caroline Zuanazzi
Professora Mirian Salvador (à esquerda) e a mestranda Caroline Zuanazzi

A uva tinta ou uva Itália, como também é chamada, já foi bastante estudada pela ciência e, graças ao resveratrol – substância que dá cor a sua casca – já teve inúmeros benefícios à saúde destacados. Porém, pela primeira vez, um trabalho científico comprovou os efeitos positivos da suplementação alimentar feita com suco de uva branco. Entre os resultados, chama a atenção o aumento de HDL, popularmente conhecido como o colesterol bom, e a redução de peso e medidas, com possível impacto na redução da incidência de doenças cardiovasculares.

A pesquisa foi realizada na dissertação de mestrado “Efeitos da Suplementação de Suco de Uva Branco sobre as Medidas Antropométricas em Mulheres”, apresentada nesta sexta-feira, 18, pela biomédica Caroline Zuanazzi, no Programa de Pós-graduação em Biotecnologia da Universidade de Caxias do Sul (UCS). A dissertação foi orientada pela professora Mirian Salvador.

Um grupo de 25 voluntárias – mulheres entre 50 e 67 anos – do Programa UCS Sênior – Educação e Longevidade participou do projeto. Durante 30 dias, as voluntárias, mediante acompanhamento nutricional, foram orientadas a ingerir 7ml/Kg peso/dia de suco de uva branco, mantendo uma dieta ajustada para manutenção do valor calórico total. Os resultados mostram que mesmo com menor teor de polifenóis do que o suco de uva tinto, o suco de uva branco foi capaz de aumentar o colesterol HDL, e diminuir o IMC e a circunferência da cintura e do abdômen. Não foram observadas alterações na glicemia, insulina e nos níveis de óxido nítrico ou nos marcadores de danos oxidativos.

Deixe seu comentário