Aula de terça-feira, às 8h, já tem todas as vagas preenchidas

O Clube Riograndense iniciou 2022 com um projeto novo voltado para a saúde dos idosos do município. Com duração de 12 meses, a ação socioassistencial nomeada “Somos idosos, não velhos”, beneficia pessoas a partir dos sessenta anos de idade com aulas gratuitas de yoga, ginástica e acompanhamento nutricional. O projeto visa a integração através das aulas e melhora na qualidade de vida física, mental e espiritual dos participantes. Ezilda de Azevedo é instrutora de yoga desde 2010 e está integrando o projeto com suas aulas. Ela afirma que a prática está estruturada através de um processo metódico, em que, passo a passo, se busca o autoconhecimento. “Isso porque só podemos ter algum controle sobre o que nós conhecemos. Na sociedade que vivemos, temos a oferta de todo tipo de distração e quanto mais distraídos, menos percebemos o mundo à nossa volta e o mundo interno”, destaca.

Por isso, as pessoas se tornam desconhecidas de si mesmas e do meio habitável. Portanto, a Yoga visa restaurar e unir o equilíbrio. “É um caminho que pede firmeza onde precisamos ser fortes e flexibilidade onde precisamos ser suaves. Ela desafia os limites da mente e corpo e encoraja você a buscar sua expansão”, ressalta Ezilda. Através da prática, as pessoas aprendem a amarem a si mesmas e oferecer o amor verdadeiro aos outros. Ela ainda afirma que ao ministrar as aulas, acaba aprendendo muito. “Eu adaptei bastante as aulas e tem uma troca muito grande com essas pessoas que já viveram mais do que a gente, então eu ensino e aprendo. Essas mulheres que estão fazendo as aulas passaram uma vida trabalhando, cuidando da família, mas precisam se reconectar e entender que aquele corpo precisa ser estimulado, junto da vontade de continuar vivendo”, salienta.

Marlene Kindel, de 77 anos, participou de uma aula de yoga pela primeira vez depois de muito incentivo da filha, de 48 anos. “Eu adorei, pretendo continuar. Como essa foi minha primeira aula eu senti algumas dificuldades, mas acredito que com o passar do tempo tudo fica mais fácil. Pretendo fazer todos os dias que tiver”, destaca. Marlene conta que as aulas são próximas de sua casa e como já havia a curiosidade e interesse em conhecer a Yoga, acredita que tenha sido a oportunidade exata e hora ideal para buscar pela prática.

Prática traz benefícios para corpo e mente

Já Cristiane Junges é a nutricionista do projeto, que pontua ser um dos mais prazerosos de sua vida. “Trabalhar com pessoas desta faixa etária é de suma importância, pois é justamente nesta fase da vida que precisamos dar mais atenção à nutrição”, explica. Ela afirma que com o passar da idade, a capacidade de absorver os nutrientes diminui e é necessário cuidar para que haja a ingestão adequada dos alimentos, visando qualidade de vida e a saúde. “O alimento é o nosso combustível e através dele conseguimos manter a saúde, ou seja, evitar várias doenças, viver bem, realizar sonhos, dar a devida atenção aos familiares e maximizar a vida”, argumenta. Por isso, afirma que seu trabalho dentro do projeto consiste em avaliar nutricionalmente as pessoas e então montar uma alimentação ideal, considerando a atividade física e corrigindo possíveis falhas alimentares.

Leandro Orth será o professor de ginástica dos integrantes. A prática traz inúmeros benefícios na terceira idade, como diminuição da ansiedade, do estresse e até da pressão arterial, além de ajudar no fortalecimento dos ossos, na redução das quedas (por trabalhar muito o equilíbrio) e até ajuda na melhoria da memória e da concentração.

A importância dos exercícios para idosos
O envelhecimento é um processo natural do ciclo de vida, mas que causa medo a algumas pessoas, pois é um momento que implica a regressão de capacidades físicas, transformações morfológicas, físicas e psicológicas. Tudo isso muda muito a adaptação do idoso no meio em que vive. Algumas doenças vão se tornando comuns conforme a idade vai avançando, como a perda de força muscular, problemas nos ossos, coração, pulmões, aumento da pressão e até aumento de gordura corporal. Todas estas alterações acabam causando desequilíbrios no organismo, deixando o idoso enfraquecido e podendo diminuir sua expectativa de vida. Por isso, é necessário se mexer!

O exercício físico, por menor que seja, pode fazer grande diferença quando se trata de qualidade de vida e autonomia do idoso, prevenindo até mesmo quedas, muito comuns na terceira idade. A prática de atividades físicas está diretamente associada à longevidade. Portanto, o idoso precisa ser constantemente estimulado a não ficar parado. Além de todos os benefícios para o corpo e organismo, a prática de exercícios para idosos melhora sua autoestima; humor; diminui o risco de depressão, estresse e ansiedade; melhora a qualidade do sono; promove momentos de socialização e ainda pode auxiliar a controlar a dependência química e diminuição no uso de remédios.

Ainda há vagas
O local de realização das atividades é a sede esportiva do Clube, localizada na rua Otelo Rosa, 185, bairro Ferroviário. O presidente da instituição, Leomar Eugenio Hommerding afirma que as vagas são limitadas a 45 idosos e ainda há inscrições, que devem ser realizadas diretamente na sede ou através do número (51) 3632-1308. O projeto conta com apoio da Idealize e mercado atacadão Parlare. As aulas disponíveis são de Yoga, nas terças-feiras, das 8h às 9h e das 9h às 10h e nas quintas-feiras das 9h às 10h. Para ginástica, turmas com vagas abertas nas segundas e quintas-feiras, das 9h às 10h e das 10h às 11h.

Aula de Yoga é ministrada por Ezilda de Azevedo

Deixe seu comentário