Jussara Kuyawa Romero, de 46 anos, é depiladora, massoterapeuta, terapeuta de Reiki, designer de sobrancelha

Cuidar da estética é também zelar pela própria saúde, afinal um corpo saudável é certamente mais belo. Quem procura um profissional da área de estética – massagista, depilador, maquiador, manicure ou cabeleireiro, entre tantos outros – deseja bem-estar físico e mental. Quer ser cuidado, oferecer ao seu corpo alguns minutos de atenção. Por isso, a escolha do profissional é muito importante.

Jussara Kuyawa Romero, de 46 anos, é depiladora, massoterapeuta, terapeuta de Reiki, designer de sobrancelha e instrutora no Instituto Embelleze. Ela trabalha na área da beleza há sete anos. Ela lembra da importância do profissional na vida das pessoas. “Em tempos de culto ao corpo, é importante que o cliente saiba escolher um profissional que tenha formação e experiência, para evitar procedimentos errados”, sugere.

A profissional explica que existem duas vertentes de cuidados na hora do trabalho em estética. Deve-se primar pelo bem-estar do profissional e do cliente. “O material utilizado deve ser sempre limpo, com ambiente adequado, sempre proporcionando conforto”, ressalta. “Se tu fores fazer uma massagem, o ideal é que seja em um lugar calmo, para a pessoa poder relaxar e o serviço ser útil”, aponta. Todos esses detalhes garantirão que os clientes saiam mais satisfeitos.

A estética facial não é menos importante que a corporal. Procedimentos que evitam o envelhecimento precoce, diminuem rugas, reduzem a retenção de líquidos e olheiras fazem grande diferença às clientes. “Além disso, a pele fica mais firme, dando um aspecto de mais jovem”, acrescenta. É claro que alguns cuidados básicos são sempre indicados. É importante que a pessoa beba sempre muita água. No mínimo, dois litros por dia. Água sempre faz bem à pele.

Conforme a esteticista, os cuidados com a estética corporal são muito procurados, sobretudo nessa época do ano, no intuito de reduzir medidas e a temida celulite. “Cada dia mais, a mulher está procurando melhorar sua aparência física e autoestima. É daí que surge a importância da estética”, destaca. Quais procedimentos serão feitos é uma escolha firmada entre profissional e cliente. O cliente que não passa por uma avaliação correta fica sujeito a riscos, que não irá trazer benefício à sua queixa principal. “E cada caso é um caso, para algumas, um procedimento é melhor; para outras, talvez não seja aquele o adequado”, aponta Jussara.

Além da formação, também é vital amar o que se faz. E disso Jussara Kuyawa Romero não tem dúvidas. Apaixonou-se pela massagem no momento que teve de fazer uma, pois estava com retenção de líquido. “Eu já fiz curso de cabeleireira, manicure, mas não é isso que gosto de fazer. Então quando houve oportunidade do de massoterapeuta, eu fui a primeira a fazer inscrição e ainda tive que esperar cerca de quatro meses para fechar a turma”, afirma. “Foi desesperador”, finaliza, aos sorrisos, a profissional realizada.

Deixe seu comentário