A conversa tratou de assuntos como saúde mental e reinserção de dependentes

Nessa quarta-feira, 15, o Centro de Atenção Psicosocial (CAPS) de Montenegro promoveu, na praça Rui Barbosa, uma conversa sobre a reinserção social de pessoas que sofrem de transtornos mentais graves e/ou dependentes químicos em recuperação. A palestra foi ministrada pelo professor da Unisc e psicólogo, Dr. Moisés Romanini, acompanhado da coordenadora do CAPS e psicóloga Jaqueline Porto. Romanini enfatiza a visão errada que a sociedade tem sobre dependentes. “Antigamente era a figura de louco, que, tempo mais tarde, foi substituída por dependente químico. As pessoas têm medo deles, mas se esquecem das outras dependências que não sejam as químicas. Nós trouxemos para a praça pessoas que ninguém quer ver”. O psicólogo comentou, ainda, sobre a importância de cuidar da saúde mental. “Apenas nos lembramos da saúde mental quando há suicídio”. Antes disso, segundo ele, há doenças como ansiedade e depressão, por exemplo.

Deixe seu comentário