Reunião ocorreu na Câmara Municipal, realizada pelo vereador Felipe Kinn Menezes. FOTO: ACOM/CÂMARA MUNICIPAL

A secretária municipal de Saúde, Loreni Cristina Reinheimer, afirma que haverá plantão 24 horas nas dependências da SMS, na “Assistência”, a partir de março. O atendimento será inclusive nos finais de semana e feriados. “Todo atendimento que estava sendo assumido pelo Hospital Montenegro vai passar para nós, na Secretaria”, afirmou ela, durante reunião realizada na Câmara Municipal.

Conforme Loreni, o assunto vem sendo tratado com o HM desde o último dia 6. Ela acrescenta que a equipe na “Assistência” será composta por dois médicos, um enfermeiro, dois técnicos de enfermagem e um funcionário administrativo, entre outros profissionais. “Estamos organizando a estrutura para fazer a implantação”, diz. Há necessidade de pequenas reformas na estrutura física.

Ela acrescenta que o plantão atenderá as chamadas “ficha azul” e “ficha verde”. Pelo protocolo de classificação de risco adotado pelo Sistema Único de Saúde (SUS), as “verdes” destinam-se a usuários que necessitam de um atendimento “pouco urgente”, com tempo de espera de até quatro horas. Nesta se enquadram casos como vômito, diarreia, enxaqueca e dor moderada.
A “ficha azul” é para os “não urgentes”, de menor complexidade, com tempo de espera de até seis horas.

Integrante da assessoria jurídica da SMS, Marilisse Belmonte explicou que há trâmites legais que precisam ser observados. Ela observou que, com o novo sistema, os repasses da Prefeitura para o pronto-atendimento prestado pelo HM permanecerão nos cofres do município para implantar o serviço. “O prefeito está muito favorável à nossa ideia, que está de acordo com o interesse do Município, de proporcionar uma melhor saúde para a população”, disse a secretária.

Ela acrescentou que a indicação do vereador Felipe Kinn Menezes (MDB), o “Joa”, que vem promovendo encontros ao longo do ano para tratar sobre que tipo de auxílio a Prefeitura poderia dar a quem busca atendimento básico de saúde, veio corroborar com o propósito da Administração.

Na visão da secretária, o hospital está de acordo com o que vem sendo feito, pois há um trabalho de transição, em conjunto. Loreni acrescenta que, com o apoio do HM à passagem do serviço de atenção básica em saúde para a Prefeitura, o Município poderá se somar à luta para a conquista, pela casa de saúde, do atendimento de casos de alta complexidade.

Ao final, o vereador Kinn parabenizou a secretaria, pela futura implantação do atendimento 24 horas.

Deixe seu comentário