Foram quatro palestras: Programa Estadual de Agroindústria; Boas práticas; SIM e SUSAF; e Programa de Gestão.

Atividades de instrução e de incentivo ocorreram na Doces Vapor Velho

Segmento que tem crescido e recebido incentivos nos últimos anos, as pequenas agroindústrias foram tema do segundo dia da 1ª Semana Municipal da Agricultura Familiar ontem (25). Desta vez, as atividades ocorreram só na parte da tarde e foram realizadas na agroindústria Doces Vapor Velho, na localidade de Santos Reis – empresa recém inaugurada pela família Kauer e que fabrica geléia de bergamota como forma de aproveitar parte de sua produção de citros e garantir renda extra.

Frisando a importância de empreendimentos do tipo – que alcançam o consumidor em busca de um produto diferenciado e de características “caseiras” -, os organizadores separaram a tarde em quatro momentos. Nos dois primeiros, representantes da Emater trouxeram aos presentes palestras sobre o Programa Estadual de Agroindústria e, após, sobre o Programa de Gestão do Governo do Estado.

Visando o incentivo, o assistente regional de organização econômica, Alano Thiado Tonin, explicou que o Programa Estadual propõe uma alternativa tributária às agroindústrias da agricultura familiar, que podem, ao invés de se inscreverem como pessoas jurídicas na abertura e terem um CNPJ, operar com o uso apenas do talão de produtor rural, ficando isentas de determinados impostos. Isso se respeitados alguns critérios de porte e de faturamento. Em Montenegro, quatro agroindústrias já se encontram cadastradas neste sistema.

Quanto ao Programa de Gestão, a condução foi do extensionista Everaldo da Silva, que explicou a existência da iniciativa que, anualmente, seleciona dez famílias que participam de um acompanhamento próximo de análise e orientações na gestão ambiental, financeira e social de suas pequenas propriedades rurais. Seguindo a programação, a Vigilância Sanitária do município abordou as boas práticas de produção dentro das agroindústrias; e a médica veterinária da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural tratou dos sistemas SIM e SUSAF, que remetem às regras e aos controles sanitários de empreendimentos do tipo.

A 1ª Semana Municipal da Agricultura Familiar foi uma proposição da vereadora Josi Paz (PSB), que agora está incluída no Calendário Oficial do município para ocorrer anualmente. Ela nasceu de uma vontade genuína dos produtores rurais montenegrinos, que pediam mais apoio e valorização às boas práticas no segmento. Com realização da Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural (SMDR), e apoio da Câmara de Vereadores e da Emater, as atividades seguem até sexta-feira (27).

Deixe seu comentário