“Tendo a experiência da legislatura passada, eu acho que é importante nós termos esse envolvimento de conexão entre Legislativo, Executivo e Judiciário”, defende o Progressista

VEREADOR diz que vai trabalhar pra manter a harmonia entre os poderes

O vereador Talis Ferreira, do Progressistas, foi oficializado como o novo presidente da Câmara de Vereadores de Montenegro para o ano que vem. Ele assumirá no lugar de Juarez Vieira da Silva (PTB). O parlamentar encabeça a única chapa apresentada, eleita na sessão ordinária de quinta-feira, dia 2. Valdeci Alves de Castro (Republicanos) será o vice-presidente, Ana Paula Machado (PTB), a primeira secretária; e Felipe Kinn (MDB), que, nos bastidores, chegou a pleitear a presidência antes de acordo com o progressista, será o segundo secretário.

Em entrevista à Rádio Ibiá Web, Ferreira apontou como essencial o diálogo entre os parlamentares em prol do consenso por uma chapa única; sem divisão. “Foi uma conversa entre os vereadores, principalmente do presidente atual, que trabalhou bastante nessa iniciativa para que pudéssemos ter uma união dentro da Câmara”, comentou.

O novo presidente destacou que a experiência, angariada desde o mandato anterior – em episódios como os processos de impeachment abertos – lhe deixou preparado para o novo desafio. “Foi bastante conturbada a legislatura passada. A gente acabou ganhando uma bagagem bastante grande”, pontuou. “E não basta só querer ser presidente. Tem que se fazer uma construção juntamente com os colegas, de credibilidade, envolvimento e entendimento. Foram cinco anos de trabalho até chegar neste momento.”

Ferreira contou ao Ibiá que já tinha conversado com o prefeito Gustavo Zanatta (PTB) sobre sua vontade de assumir o Poder Legislativo. E garantiu que, a exemplo do que vem ocorrendo neste ano, vai buscar a harmonia entre os poderes. “O nosso plano é manter o que está sendo feito no momento; a conversação entre o Legislativo, o Executivo e o Judiciário. O prefeito está indo toda terça-feira, pela manhã, conversar conosco. E pretendemos manter esse diálogo aberto”, prometeu. “Nós vamos trabalhar para que, junto aos demais colegas, os dez vereadores, possamos ter esse entendimento e, no decorrer do ano, poder trazer mais projetos para a comunidade.”

Com o desafio à frente, o progressista também avalia, no ano que vem, uma candidatura para deputado estadual. Ele já foi apontado como pré-candidato do partido; e diz ter vontade de representar Montenegro na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul.

Deixe seu comentário