Na posse, ontem, Jorge Gomes, filiado ao PTB, e os vereadores Juarez Vieira da Silva (PTB), Valdeci Alves de Castro (PSB), Erico Velten (PDT), Neri de Mello Pena (PTB), Renato Kranz (PTB) e Talis Ferreira (PR). foto: Acom/Câmara de Vereadores

Primeiro suplente do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) na Câmara de Vereadores, Renato Kranz assumiu ontem uma cadeira no Legislativo. Ele entra no lugar de Neri de Mello Pena, o Cabelo, e permanecerá por 16 dias, devido a um acordo partidário interno. Após, Cabelo retomará o cargo. O ato de posse de Kranz ocorreu na parte da manhã e foi conduzido pelo presidente da Câmara, Erico Velten (PDT). A cerimônia contou com a participação de outros vereadores.

Renato Kranz volta à Câmara após ter cumprido mandato de 2013 a 2016. Em 2014, esteve na posição de presidente. O vereador foi figura atuante no processo de impeachment de Paulo Azeredo e assinou, junto com a advogada Eliane da Rosa, o requerimento para abertura de processo de cassação de Luiz Américo Aldana. Via Assessoria de Comunicação, ele afirmou que quer cumprir a Constituição Federal e as prerrogativas de um parlamentar, fiscalizando e fazendo proposições.

“Volto mais experiente. Este retiro de mais de um ano me ajudou a refletir sobre muitas coisas”, disse. Ele comentou que assume em um momento tenso da Câmara, classificando-o como de ‘redefinição das forças políticas’ dentro do Legislativo.

Deixe seu comentário