HERMES: vereador de 1989 a 1992

A Câmara aprovou, na última sessão, o projeto de lei do progressista Joel Kerber, denominando de Vereador Osmar Hermes a Rua 01 do Loteamento Sítio Vitória, no bairro Santa Rita. “A escolha foi em face de sua importante atuação como dirigente de empresa em nossa cidade, vereador e líder partidário. Foi também um incentivador do esporte sesiano”, explica o autor do projeto.

Osmar nasceu dia 2 de março de 1941, em Passo Fundo. Gerente da Pepsi, foi transferido para Montenegro em 1980. Uma das conquistas e orgulho dele era o grande número de prêmios conquistados pela indústria, sob sua gerência. Em 1990, a fábrica em Montenegro foi a pioneira em soprar e engarrafar refrigerantes em garrafas PET de dois litros.

Admirado pelo seu dinamismo, coleguismo e dedicação, Hermes foi convidado a participar de diferentes atividades e sociedades. Filiou-se ao PDS – hoje Progressistas – em fevereiro de 1988. Nas eleições daquele ano, elegeu-se vereador, com 524 votos, e foi presidente da Câmara em 1992. Atuou como secretário de Obras na gestão do prefeito Ivan Zimmer, de 2001 a 2004, e secretário de Viação e Serviços Urbanos na gestão 2005-2008, do prefeito Percival de Oliveira. Faleceu no dia 3 de janeiro de 2017.

No dia do velório, o autor do projeto de lei lembrou que Hermes era um “paizão” para ele. A relação entre os dois se tornou mais próxima no final de 2015, quando Joel Kerber perdeu seu pai biológico, vitimado por um Acidente Vascular Cerebral (AVC). “Bons exemplos devem ser seguidos, e o Osmar foi um. Era um paizão para mim”, ressaltou.

Joel disse que tinha no companheiro de partido uma fonte de inspiração e o visitou logo após tomar posse no cargo de vereador, dias antes. “Grande liderança. É uma referência pela experiência, um exemplo de cidadão, de político. Me espelho muito nele, assim como os novos políticos também se espelham. Logo após a posse, visitei-o e ele estava muito feliz. Conversei por uma hora com o Osmar, e não pude deixar de agradecer-lhe pela ajuda. Fico feliz de ter tido um tempo de convivência com ele, de dar um abraço nele”, ponderou o vereador.

O projeto com a homenagem foi aprovado por unanimidade pelo Legislativo. A lei deve ser sancionada nos próximos dias pelo prefeito Kadu.

Deixe seu comentário