Ex-Ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima Foto: Marcelo Camargo

O ex-ministro da Secretaria de Governo do presidente Michel Temer, Geddel Vieira Lima foi preso preventivamente hoje (03), por agentes da Polícia Federal (PF), na Bahia. Segundo o Ministério Público Federal (MPF), o político baiano estaria tentando impedir que o ex-deputado Eduardo Cunha e o doleiro Lúcio Funaro assinassem o acordo de delação premiada. Um dos objetivos era obstruir a investigação de supostas irregularidades na liberação de recursos da Caixa Econômica Federal.

A prisão preventiva foi pedida pela PF e pelos integrantes da força-tarefa Greenfield, no âmbito das operações Sépsis e Cui Buono, a partir de informações fornecidas em depoimentos do doleiro Lúcio Funaro, do empresário Joesley Batista e do diretor jurídico do grupo J&F, Francisco de Assis e Silva, sendo os dois últimos em acordo de colaboração premiada.

Deixe seu comentário