Nos próximos dias, será encaminhado ao Ministério Público o relatório final da Comissão Parlamentar de Inquérito que investigou irregularidades na construção do Loteamento Bela Vista, no bairro Estação. O documento contendo as conclusões da relatora Josi Paz (PSB) foi aprovado por unanimidade na sessão da última quinta. Agora, caberá aos promotores de Justiça decidirem pelo indiciamento ou não das sete pessoas acusadas de ações e omissões que levaram à entrega de moradias sem as mínimas condições de habitabilidade.

Os citados são ex-integrantes do governo Percival (Leone Kaiser Bozzetto, José Carlos Ávila, Dorivaldo da Silva e Adriano de Mello), que atuaram como diretores e secretários de Habitação; o próprio ex-prefeito e integrantes do Movimento de Luta pela Moradia (Janir Teodoro e Clecy Aparecida da Rosa Mendes), indicados pela ONG para acompanhar a execução dos trabalhos. Segundo a comissão, eles permitiram à empresa responsável pela execução das 166 casas, a construtora ProjetoCidades, receber, junto ao banco Economisa, agente financeiro do programa, por obras inacabadas e até mesmo não realizadas. A comissão concluiu que houve omissão do poder público e dos seus agentes no acompanhamento e na fiscalização.

Além de Josi, a comissão teve a participação de Talis Ferreira (PR), Juarez Vieira da Silva (PTB), Joel Kerber (Progressistas) e Valdeci de Castro (PSB).

Deixe seu comentário