Foto ilustrativa

A Polícia Civil investiga denúncias de crimes de abuso sexual contra crianças no município de Barão. Conforme o delegado André Roese, responsável pela DP de Barão, os casos teriam ocorrido em um local onde funcionava uma espécie de creche improvisada – sem licenças para operar. O principal suspeito pelos crimes é um adolescente.

Segundo o delegado, medidas administrativas já foram tomadas, pela Prefeitura local, para interromper as atividades na casa, até que os fatos sejam apurados. A proprietária do estabelecimento ainda não prestou depoimento.

Pelo menos seis casos foram denunciados até o momento. As possíveis vítimas têm idades variadas – algumas com três e seis anos de idade. A investigação terá base em oitivas e perícia técnica dos menores. “Em razão da idade, estas oitivas têm que serem feitas por profissionais. Elas estão sendo realizadas pelo Centro Referencial de Atendimento ao Educando (CRAE), em Porto Alegre”, explica o responsável pela investigação.

André pede calma à população. “As pessoas ficam curiosas, e, como as informações sobre a investigação são limitadas, por envolver crianças e adolescentes, às vezes a situação toma uma proporção que não corresponde ao fato. Nosso trabalho é de confirmar, ou não, o que foi apontado pelas crianças”.

Deixe seu comentário