O Governo do Estado do Rio Grande do Sul pretende renovar o Abono de Incentivo à Permanência no Serviço Ativo (Aipsa) para policiais que, mesmo com o direito à aposentadoria, querem permanecer na Brigada Militar.  Na semana passada, a Associação dos Sargentos, Subtenentes e Tenentes da Brigada Militar (ASSTBM) alertou para a possibilidade de que 2,2 mil PMs deixariam a ativa caso o benefício não fosse renovado. 

A manutenção do benefício foi decidida durante encontros do Grupo de Assessoramento Especial para Política de Pessoal (GAE) – responsável pela liberação de recursos. Conforme a Secretaria de Segurança Pública, todos os pedidos passam por essa análise, mas a renovação depende de se encaixar no limite de gastos para a finalidade, que no caso é a média do que foi gasto em novembro e dezembro. 

Na prática, o dinheiro disponível para o pagamento de abono permanência é o mesmo do período passado, mas o número final de policiais pode variar conforme o valor total que eles receberem.
Neste ano, 110 pedidos de renovação já foram concedidos. 

Deixe seu comentário