Após colidir, o motorista fugiu deixando o Vectra para trás. Fotos: reprodução internet
O carro envolvido no acidente está em nome do pai do vereador Felipe Kinn, o já falecido Joacir Menezes

CARRO que provocou colisão está em nome de Joacir Menezes, pai do vereador Felipe Kinn

Um acidente de trânsito registrado na noite de sábado, dia 28, no km 285,5 da BR-470, na localidade de Faxinal, em Montenegro, faz grande parte da comunidade indagar, nas redes sociais, quem era o condutor do automóvel Vectra, placa DUE 8857, responsável pela colisão traseira. Após atingir um Hyundai HB20, de Charqueadas, e deixar uma pessoa ferida, o motorista do Vectra fugiu do local. O GM está em nome do falecido vereador Joacir Menezes, o Joa, pai do vereador reeleito Felipe Kinn da Silva.

Nas redes sociais circula informações a respeito de um automóvel com as mesmas características participando de corrida clandestina em uma pista de terra preparada para motociclismo no interior, horas antes de acontecer o acidente. No material um homem “narra” a disputa de velocidade entre um automóvel New Fiesta e o condutor do Vectra, a quem se refere como “o nosso vereador”. Outro vídeo que está na Internet, feito por moradores do bairro Faxinal, mostra o condutor do Vectra sendo resgatado por um Renault Sandero, de cor prata, placas IKD 2903, após o acidente.

O caso foi registrado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), que não deu detalhes sobre o caso, baseada na Lei de Abuso de Autoridade. A Polícia Civil de Montenegro, através do Delegado André Roese, titular da 1ª Delegacia de Polícia Civil e da Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento, informou que ainda não havia recebido os registros da PRF para poder analisar e permitir o acesso da reportagem ao conteúdo do registro de ocorrência. As polícias, civil e rodoviária, também não forneceram o nome da vítima do acidente, o que não permitiu a busca por informações sobre seu estado de saúde, e relatos dos detalhes da colisão.

Foram feitas várias tentativas de contato com celular do vereador Felipe Kinn, mas o mesmo encontrava-se desligado nessa segunda-feira, 30. Segundo seu assessor, Luis Fernando Ferreira, o aparelho ficou danificado no acidente, deixando o vereador incomunicável. A reportagem se prontificou em ir ao encontro de Felipe, na casa dele ou outro local a ser definido por ele, visando o esclarecimentos dos fatos. O contato foi intermediado pelo próprio assessor, mas até conclusão desta matéria, não houve retorno sobre a solicitação.

 

Deixe seu comentário