As imagens geradas nas escolas são transmitidas para a Sala de Monitoramento da Guarda Municipal. Foto: Guarda Municipal

Atualmente, das 28 instituições municipais de Montenegro, 10 têm câmeras

Durante o período de férias escolares, a rede municipal de ensino de Montenegro não teve registros de arrombamentos seguidos de furtos, conforme informações da Guarda Municipal (GM). Para o chefe da GM, Airton Silva dos Santos, esse resultado é atribuído a cobertura por câmeras de segurança e pelo trabalho de rondas realizado nesses locais pelos agentes da guarda.

Hoje, das 28 escolas municipais de Montenengro, entre área urbana e rural, 10 têm câmeras. Para que os índices de criminalidade se mantenham zerados, a secretaria municipal de Educação e Cultura (Smec), em parceria com a Guarda Municipal, quer ampliar, de forma gradual, o número de escolas contempladas pelo chamado cercamento eletrônico.

O diretor de Educação da Smec, Tiago Vargas, aponta que várias ações já ocorreram visando, através do videmonitoramento, melhorar a segurança nos educandários. Um exemplo é a Escola Municipal de Ensino Fundamental Bernardino Luís de Souza que, em 2021, teve os equipamentos do cercamento eletrônico substituídos. Além disso, outras seis escolas receberam novos equipamentos nos últimos anos, relata o diretor. “Há ainda um processo tramitando na secretaria municipal de Obras Públicas (Smop) para elaboração de projeto para a troca do cercamento de outras escolas”, acrescenta Tiago.

Segundo o Chefe da GM, será feito um estudo técnico, de cada prédio, para verificar a necessidade de cobertura de cada umas das 28 instituições de ensino. O objetivo é que todas as escolas urbanas recebam equipamentos novos. “Conforme a necessidade de cada local, ou seja, duas, três ou até mais câmeras”, diz. Nas rurais dependerá, já que em alguns casos, uma câmera pode “cobrir” toda a área. Airton não cita prazos para que a implementação ocorra.

O monitoramento através das câmeras é considerado a principal estratégia para evitar furtos, explica Tiago, diretor de Educação. Na prática, as imagens geradas nas escolas são enviadas para a sala de vídeomonitoramento da Guarda Municipal. Quando o servidor percebe algo fora do normal contata a guarnição que estiver mais próxima ao local para que verifique a situação e, se for necessário, acione a Brigada Militar.

“A Guarda Municipal tem intensificado as rondas dioturnamente, tanto que neste período de férias não tivemos nenhuma ocorrência. Nossa estratégia para 2022 é continuar este trabalho e complementar com o vídeomonitoramento, trabalho integrado com os diretores, ressalta Airton, chefe da Guarda.

Últimos furtos foram registrados em 2021
No mesmo dia, na manhã de 9 de dezembro do ano passado, a Escola Municipal de Ensino Infantil Professora Maria Laurinda Leindecker e a Escola Municipal de Ensino Fundamental Cinco de Maio receberam a “visita” de ladrões. Na Escola Maria Laurinda, os ladrões conseguiram consumar o furto. Já na Cinco de Maio, quatro salas de aula foram vandalizadas durante a ação criminosa. O saldo da invasão foi de três indivíduos presos em flagrante.

No mesmo ano também houve furto/arrombamento na EMEF Ana Beatriz Lemos. Nessa, foram subtraídos pneus de um reboque de empresa que fazia reforma na escola. Não houve presos.

Deixe seu comentário