Ação da PC cumpriu mandado de prisão temporária e de busca e apreensão na residência do acusado. Foto: Divulgação/PC

A Polícia Civil prendeu na manhã desta quarta-feira, dia 14, o suspeito de ter matado o taxista Marcelino André da Silveira, 53 anos. O crime, que é tratado como latrocínio, ocorreu na madrugada de domingo, dia 11. De acordo com o titular da 1ª Delegacia de Polícia (DP) de Montenegro, o delegado André Roese, o acusado tem 27 anos e já responde por tentativa de latrocínio de um motorista de aplicativo ocorrida em maio de 2019.

A residência do suspeito possui acesso próximo ao local onde foi abandonado o táxi de André. Além disso, de acordo com o delegado, o acusado trabalha com corte de mato próximo ao local onde foi encontrado o corpo.

Durante o cumprimento do mandado de busca e apreensão e de prisão temporária, os policiais encontraram roupas com suspeita de conter marcas de sangue. Além disso, os agentes da Polícia Civil comprovaram que o acusado está envolvido na receptação de dois cavalos recuperados pela 1ª DP na terça-feira, dia 13.

“As investigações seguem no sentido de buscar mais provas indicativas de sua participação no crime, tudo indicando ter se tratado de um latrocínio”, ressalta o delegado. Participaram da ação policiais da 1º DP com apoio da Delegacia Regional, da Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) e da delegacia de Pareci Novo.

Deixe seu comentário