Automóvel Celta irá passar por perícia Foto: Divulgação/PC

A Polícia Civil, através da 1ª Delegacia de Montenegro, desencadeou na manhã desta quarta-feira, 11, a Operação Policial HoTi, visando dar cumprimento a três mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça montenegrina referentes ao homicídio de Tiago dos Santos. O corpo da vítima foi localizado em Canoas em 12 de março de 2018, após constar como desaparecido por cerca de uma semana.

De acordo com o delegado André Roese, nas diligências realizadas no bairro Santa Rita, em Montenegro, Tupandi e São Sebastião do Caí, restou localizado e apreendido um automóvel Celta que pode ter sido usado no crime. O carro em breve será submetido à perícia.

Participaram das diligências, além da 1ª DP, policiais da Delegacia Regional, Delegacia de Pronto Atendimento (DPPA), Delegacia da Mulher (DEAM) e das cidades de Pareci Novo e São Sebastião do Caí.

O nome da operação faz referência a vítima – HOmicídio TIago – além da relação com a palavra hot, visto que a polícia está dando atenção a um caso mais antigo, cold case. Tiago morava na rua dos Imigrantes, no bairro Senai, mas no dia em que desapareceu, em 6 de março, o homem saiu da casa da mãe na rua das Alamandas, no bairro Estação, para ir até onde morava a sua namorada, e não voltou mais.

Santos também morou com dois condenados no homicídio da pastora Marta Maria Kunzler, em 14 de junho de 2017. Ele chegou a ser investigado, mas foi descartada a possibilidade de participação dele. Ainda de acordo com o delegado André Roese, o homicídio de Tiago não teria relação causa-consequência com a morte da pastora.

Deixe seu comentário