Ao todo, 31 pessoas foram presas. Foto: Polícia Civil

A Polícia Civil desencadeou, na manhã dessa terça-feira, 26, a Operação Barão, com o objetivo de desarticular uma complexa organização criminosa com sede em Porto Alegre e Região Metropolitana. Durante as ações, realizadas em Porto Alegre, Canoas, Viamão, Alvorada, Gravataí, Guaíba, Arroio dos Ratos, São Jerônimo e Taquara, 31 pessoas foram presas e 72 medidas constritivas de sequestro/indisponibilidade de bens e 52 mandados de busca e apreensão foram cumpridos.

Durante a ofensiva, foi apreendido um carro de luxo, uma Lotus, avaliada em R$ 500 mil.
As investigações realizadas pela Delegacia de Repressão ao Roubo de Veículos (DRV) e pela Divisão de Inteligência Policial e Análise Criminal (Dipac), ambas do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), estenderam-se por aproximadamente 11 meses e identificaram 61 integrantes do grupo criminoso.

Segundo o delegado Gustavo Bermudes, a investigação constatou a movimentação de cerca de R$500.000,00 por mês, só com as vendas clandestinas, podendo chegar a R$800.000,00 mil líquidos, com as demais facetas criminosas.

Deixe seu comentário