Pâmela relatou ter recebido pontos na cabeça e sente dores. Foto: Arquivo Pessoal/ Facebook

O caso ocorrido no Centro de Montenegro, na madrugada do último sábado, ganhou notoriedade após a vítima, conhecida nas redes sociais como “Pân Selbach”, ter divulgado em seu Facebook. Pâmela Costa da Silva, 36 anos, relatou ter sido agredida violentamente por um homossexual na rua São Pedro, após briga iniciada dentro do bar Casa da Esquina.

Segundo ela, tudo começou no banheiro do estabelecimento e “sem motivo”. “Do nada veio para cima de mim, eu sem saber o que estava acontecendo fui agredida”, afirma eu seu texto público, além de declarar que não foi defendida pela gerência do estabelecimento. Pân negou, ainda, homofobia contra o rapaz, como relataram, informalmente, testemunhas.

Quando estaria indo embora, foi atacada pelas costas, caiu e bateu a cabeça, enquanto as agressões seguiam. Ela não respondeu à reportagem, informando se foi capaz de identificar o suposto agressor. O Casa da Esquina também se pronunciou através de seu perfil no Facebook, afirmado que dentro do local, onde é sua responsabilidade, conteve as agressões.

A discussão no banheiro teria sido rapidamente separada por seguranças, enquanto a briga na rua não foi em frente ao bar. “Dificultando ainda mais a possibilidade de que nossa equipe de segurança evitasse o ocorrido… nós tentamos manter o entorno do estabelecimento o mais seguro possível, porém, não podemos nos responsabilizar pelo que acontece na rua”, diz a nota.

Deixe seu comentário