Central de Vídeomonitoramento do Vale do Caí, localizado no 5º BPM, ajuda a esclarecer crimes através das imagens das câmeras

COMO EM OUTROS CASOS, câmeras devem auxiliar na identificação do automóvel e seu condutor

O motorista de aplicativo Alci Johann, de 38 anos, levou um susto na madrugada dessa terça-feira, 18. Ele transportava uma passageira quando seu carro passou a ser perseguido por um automóvel Renault Sandero, cor bordô. O condutor conseguiu fugir, mas quer identificar o autor daquilo que para ele foi uma tentativa de assalto. E para isso, pretende contar com o sistema de vídeomonitoramento instalado em Montenegro. Imagens de câmeras vêm auxiliando a elucidar delitos na cidade.

Alci conta que tudo começou por volta da 1h20min. Ele foi até o bairro Panorama buscar uma passageira e levá-la até o bairro São Paulo. Já com a cliente abordo, ao passar pela ponte sobre o viaduto na RSC-287, próximo ao Parque Centenário, notou que havia um automóvel parado sobre o local.
O veículo acompanhou o trajeto até chegar ao destino da passageira. “Quando cheguei na frente da casa vi que o carro estava atrás de nós. Quando estacionei, o outro carro estacionou atrás”, relata. Alci perguntou à moça se alguém estava à sua espera e a resposta foi negativa. Com isso, resolveu esperar para ver se alguém desceria do Sandero, mas ninguém o fez.

Antes do desembarque da passageira, Alci resolveu deixar o local para ver o que iria acontecer. Nisso, o veículo bordô acelerou e foi atrás dele. “Andaram umas seis quadras atrás de mim, daí consegui fugir deles e encontrei uma viatura da Brigada”, detalha o motorista. Alci acredita que o Renault tenha seguido em direção ao Centro.

O veículo suspeito possuía vidros pretos. O condutor do serviço de aplicativo não conseguiu ver a placa do suspeito. Na manhã dessa terça-feira, Alci foi até um hotel na entrada da cidade e conseguiu ver as imagens da câmera do estabelecimento. “Mostra ele passando bem atrás do meu carro, mas não dá pra ver a placa”, conta. Com a esperança de esclarecer o que houve, o condutor pretende procurar a Brigada Militar para ter acesso às gravações do sistema de vídeomonitoramento da via pública.

O comandante do 5º Batalhão da Brigada Militar (5ºBPM), tenente-coronel Rogério Pereira Martins, afirma que a corporação está pronta para auxiliar e destaca a importância do uso das câmeras na solução de crimes.

Relatos sobre “rondas” de veículos também estão relacionados a furtos em residências
No dia 28 de janeiro deste ano, homens arrombaram e invadiram uma casa levando jóias e outros pertences das vítimas. O fato ocorreu na Rua Judith Provin da Mota no bairro Aeroclube. Outro caso foi registrado na rua Egon Polking, no bairro Santa Rita. Marta Augusta Dahmer conta que foi trabalhar às 7h40min, e quando retornou, por volta das 19h30min, encontrou a porta do anexo da sua casa quebrada e aberta. Ela estima que o prejuízo com os objetos furtados tenha sido de R$ 5 mil. Segundo relato de uma vizinha, um carro vermelho esteve rondando o local por volta das 11h.

Com base nos relatos, e em posse de imagens de câmeras de residências próximas aos locais onde ocorreram os crimes, Polícia Civil e Brigada Militar desencadearam uma investigação que culminou com prisões no município de Viamão.

Conforme o comandante do 5ºBPM, Rogério Pereira Martins, pelas imagens foi possível identificar a placa do automóvel, e por meio de características dos ocupantes, como tatuagens, chegou-se aos suspeitos. “Através de uma análise criminal descobrimos quem eram os indivíduos e que já haviam sido presos em outras circunstâncias com o mesmo veículo”.

Câmera flagra homem furtando estabelecimento
Por volta das 11h dessa terça-feira, 18, houve um furto de objetos em uma loja de artigos diversos, localizada na rua José Luís, no Centro de Montenegro. Câmeras de vídeomonitoramento instaladas na esquina dos bancos, na rua Ramiro Barcelos, mostram o homem saindo da loja e entrando em um automóvel preto.Com o recurso de aproximação de imagem, o operador da Central de Vídeomonitoramento conseguiu identificar a placa do automóvel e seu deslocamento pela via. “Já identificamos quem é o proprietário do veículo e temos a imagem da pessoa”, conta o comandante do 5ºBPM.

Deixe seu comentário